nsc
    nsc

    Esporte

    Joinvilense fatura sete medalhas nos Jasc

    Compartilhe

    Lisandra
    Por Lisandra Oliveira
    11/11/2019 - 19h35 - Atualizada em: 11/11/2019 - 19h33
    Divulgação/ atleta joinvilense conquistou sete medalhas na competição nos Jogos Abertos de Santa Catarina
    Divulgação/ atleta joinvilense conquistou sete medalhas na competição nos Jogos Abertos de Santa Catarina

    A atleta joinvilense Amanda Schumacher mostrou nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) que vive ótima fase. A nadadora conquistou sete medalhas na competição, sendo quatro de ouro e três de prata. Amanda também foi a primeira medalhista da competição realizada em Indaial, Pomerode e Timbó - as provas da natação ocorreram em Indaial. O bom desempenho ajudou a equipe feminina de Joinville a erguer o troféu geral da modalidade com 169 pontos, seguida por Tubarão (148) e Jaraguá do Sul (93).

    Duas medalhas de ouro de Amanda vieram em provas individuais. Nos 400m medley, a aluna do curso de Engenharia Civil da UniSociesc fez a marca de 5'08'09. Nos 200m borboleta, o ouro veio com o índice de 2'24'90. As outras medalhas de ouro vieram nas provas coletivas. Nos 4x100m livre, Amanda, Joanna Beatriz Rossi, Carolina Bergamaschi e Letícia Fassina Romão fizeram 03'54''28. Nos 4x100m medley, o mesmo quarteto subiu ao pódio com a medalha de ouro no tempo de 04'24''35.

    Amanda Schumacher também levou a medalha de prata nos 100m costas (1'05'59), nos 100m borboleta (1'03'05) e nos 4x200m absoluto ao lado de Camilla Pillon Cipriani, Joanna Beatriz Rossi e Letícia Fassina Romão - tempo de 08'55'74. Amanda é uma das alunas que fazem parte do Time UniSociesc por meio do Programa Bolsa-Atleta. O Bolsa-Atleta é o programa de incentivo ao estudo concedido pela UniSociesc a atletas participantes de competição promovida por alguma associação, confederação e/ou federação esportiva.

    Cotidiano russo é tema de exposição

    O fotógrafo Diorgenes Pandini, que começou a carreira em Joinville, volta à cidade para abrir sua exposição no Instituto Internacional Juarez Machado (IIJM). Antes disso ele esteve na Rússia, país cujo povo e cotidiano estão retratados na mostra “РоссияRussia”. Gratuita, a exposição integra as comemorações do instituto pelo Dia Nacional da Cultura, celebrado neste dia 5.

    Pandini, que trabalha no jornal Diário Catarinense, esteve no país para cobrir a Copa do Mundo de 2018. Ainda não tinha em mente a exposição, mas sabia que queria fazer algo diferente, além da cobertura. A mostra apresenta 20 fotografias que ilustram detalhes de uma Rússia contemporânea. “РоссияRussia” fica em cartaz de 5 de novembro até 9 de fevereiro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas