nsc
    nsc

    sétima geração

    Carro mais vendido na história da BMW volta a ser fabricado em Araquari

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    09/08/2019 - 13h00
    (Foto: Misael Oliveira / Divulgação)

    O carro mais vendido na história e o primeiro BMW a ser produzido no Brasil, o Série 3 volta a marcar presença na fábrica do BMW Group em Araquari. Agora em sua sétima geração, o modelo foi totalmente reformulado e teve seu início de produção celebrado internamente pelos funcionários.

    – Além do 330i, em breve produziremos também a outra versão, o BMW 320 – afirma Mathias Hofmann, diretor geral da fábrica em Araquari. 

    O primeiro carro fabricado pela BMW no município, em 2014, foi um Série 3 e, até 2018, 17.800 modelos deste produto foram feitos na unidade, com um investimento de R$ 1 bilhão nesse período. 

    Nos últimos seis meses, R$ 132 milhões em investimentos adicionais foram aplicados para novos BMW Série 3 e, X5 e X4. Atualmente, a BMW produz na fábrica brasileira os modelos Série 3, X1, X3, X4 e X5.

    Leia também: Novo carro da BMW, que fala com passageiros, é montado em Santa Catarina

    Serasa

    Segundo levantamento da Serasa Experian, 500 mil pessoas têm dívidas em atraso de até R$ 500 em SC. Em média, elas têm duas contas negativadas. Caso optem por regularizar sua situação financeira, cerca de 900 mil de dívidas sairiam da base da Serasa no Estado. O equivalente a 2,3% da base total de quase 39 milhões de inadimplentes no país. 

    Para crescer 

    Com sede em Joinville, a Becomex, empresa de consultoria e tecnologia especializada na área tributária, fiscal e aduaneira, anuncia investimento de R$ 18 milhões em tecnologia, novos produtos e serviço e expansão no mercado internacional. Ainda, sinaliza a abertura de 150 novas vagas de empregos.

    Neste período, gerou R$ 7 bilhões em benefícios fiscais já em utilização por seus mil clientes de mais de 40 setores da economia brasileira.

    Para lucrar

    Fundo de private equity é aquele que compra participação societária em empresas para, depois, vendê-las com lucro. O Carlyle é dono da Ri Happy e da Tok & Stok, por exemplo. A negociação com o Beto Carrero ocorre há meses. 

    Exemplo de comportamento do Carlyle no mercado: em janeiro de 2003 comprou parte da Gol e colocou a companhia aérea na Bolsa de Valores dois anos depois. Uma das características do fundo é investir em empresas já consolidadas. O Carlyle tem US$ 200 bilhões em ativos pelo mundo.

    Obras

    O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em Santa Catarina, Ronaldo Carioni, vai apresentar um balanço das obras federais em andamento na reunião na Fiesc. O encontro será no dia 14 de agosto.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas