nsc

publicidade

Loetz

Economia

Preço médio da cesta básica em Joinville cai pela primeira vez em cinco meses

Compartilhe

Por Loetz
11/07/2019 - 10h27
Preço médio da cesta básica em Joinville cai pela primeira vez em cinco meses (Foto: Mauro Vieira/Agência RBS)
Preço médio da cesta básica em Joinville cai pela primeira vez em cinco meses (Foto: Mauro Vieira/Agência RBS)

O preço médio da cesta básica de Joinville em Julho caiu 0,19% em relação a junho, passando de R$ 266,55 para R$ 266,03 neste mês. Essa é a primeira queda registrada no valor da cesta básica desde fevereiro, quando a mesma custava R$ 252,81 na cidade. A retração é puxada pela redução no preço dos quilos do tomate (-23,88%) e da maçã (-19,59%).

Apesar dessa retração mensal, no acumulado do ano o custo médio da cesta é 4,67% maior do que o praticado em janeiro, na faixa de R$ 254,14. Em reais, o valor da cesta básica alcança alta de R$ 11,89 no bolso dos joinvilenses em 2019.

O sobe e desce dos produtos que compõem a cesta é acompanhado pelo Procon de Joinville. O levantamento atual considera uma lista de 45 produtos, vendidos em oito supermercados da região.

Hoje o valor mínimo da cesta básica tem custo de R$ 206,06, enquanto o mais alto chega a R$ 289,28 entre um mercado e outro. A pesquisa completa pode ser acessada no site da Prefeitura de Joinville.

PREÇO MÉDIO DA CESTA BÁSICA 2019 - JOINVILLE

Janeiro: R$ 254,14

Fevereiro: R$ 252,81

Março: R$ 260,08

Abril: Não houve pesquisa

Maio: R$ 261,53

Junho: R$ 266,55

Julho: R$ 266,03

Fase 1

Uma equipe formada por professores e alunos o Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo da Católica SC entregou ao Prefeito Udo Döhler e à Delegada Regional de Joinville, Tânia Harada, o resultado do estudo preliminar de construção do novo Complexo da Polícia Civil, em Joinville.

Trata-se de uma primeira etapa, que terá como próximos passos o desenvolvimento do projeto técnico e estrutural e a captação de recursos para viabilizar a obra. A estimativa é começar os trabalhos físicos em 2020, no entanto, a delegada regional explica que a proposta ainda está em fase de diálogo com diversos segmentos para viabilizar os recursos da obra. Não há orçamento fechado para o projeto até o momento.

Negócios

A Associação Empresarial de Joinville sedia desde segunda-feira uma agência de negócios em suas instalações para atender 1,5 mil CNPJs associados. O escritório deve facilitar o acesso a um modelo especial de financiamento, com taxas menores de juros, que pode impactar principalmente as pequenas empresas - 70% do público associado à ACIJ. As operações da instituição financeira ficarão a cargo da Cooperativa Sicredi.

IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação dos preços de produtos e serviços no País, acumula inflação de 2,23% no ano. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento mostra ainda que a inflação foi de 0,01% em junho, o menor percentual mensal desde novembro, quando era de -0.21%.

Expansão

A Spin de Jaraguá do Sul deu início a um novo ciclo de aceleração de startups, com 15 propostas selecionadas no País. As escolhidas receberão suporte durante três meses com o objetivo de alcançar crescimento pleno. Maior rede brasileira de aceleradoras ‘startup+indústria’, a Spin passa a contar com 50 negócios em seu portfólio.

Agenda RH

CEOs e Heads de RH de empresas como Marisol, Portobello, Karsten, Univali, WEG, Celesc, Schulz, Intelbras, Clamed, Ciser, Beto Carrero, Grupo Lunelli, Softplan e Unimed estarão reunidos hoje — paralelo ao Congresso Catarinense sobre Gestão de Pessoas — no Centrosul, em Florianópolis, para debater o cenário de gestão de pessoas no Brasil e em Santa Catarina.

Reforma Tributária

A sede da Associação dos Municípios do Nordeste de SC (AMUNESC), em Joinville, recebe a partir das 14 horas de hoje o encontro “Impactos da nova Reforma Tributária nos municípios catarinenses”. Na ocasião, Joares Ponticelli, presidente da FECAM, e Flávio Martins Alves, presidente do Conselho de Órgãos Fazendários Municipais de Santa Catarina (CONFAZ-M/SC), vão tratar das propostas de Reforma Tributária que tramitam no Congresso Nacional e buscar uma posição oficial de lideranças políticas e gestores locais para encaminhá-la ao Legislativo, a Confederação Nacional de Municípios (CNM), e ao Fórum Parlamentar Catarinense.

Readesão

As micro e pequenas empresas excluídas do Simples Nacional (regime tributário simplificado para pequenos negócios) podem requerer retorno ao sistema até segunda-feira (15). Podem voltar ao programa os negócios que tenham sido excluídos do Simples até 1º de janeiro de 2018. A decisão se deu por meio de resolução editada pelo Comitê Gestor do Simples Nacional.

Análise

Na avaliação do presidente do Sebrae, Carlos Melles, o Simples Nacional tem impacto direto na sobrevivência das micro e pequenas empresas e, por isso a resolução é importante. “Estudos realizados pelo Sebrae mostram que, se o modelo de tributação acabasse, 67% das empresas optantes fechariam as portas, seriam empurradas para a informalidade ou reduziriam suas atividades”, aponta.

Leia também a coluna de Estela Benetti

Deixe seu comentário:

Cláudio Loetz

Loetz

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

claudio.loetz@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade