publicidade

Navegue por
Loetz

Economia

Queda do nível da produção é pontual e Fiesc vê crescimento da economia

Compartilhe

Por Loetz
11/01/2019 - 13h14 - Atualizada em: 11/01/2019 - 13h30
Foto: Leo Munhoz

A produção da indústria catarinense, em novembro, recuou 0,9% em relação a outubro. Foi o Estado com o sexto pior desempenho naquele mês, atrás de Goiás, Amazonas, Rio de Janeiro, Pará e Bahia, que apresentaram oscilações negativas entre 6,2% e 1,2%. A média nacional mostrou estabilidade (alta de apenas 0,1%) e só seis Estados evoluíram positivamente. Os aumentos foram em Pernambuco (1,4%), Paraná (1,1%) e Ceará (0,9%), São Paulo (0,7%), Minas Gerais (0,7%) e Rio Grande do Sul (0,4%). Os dados são de pesquisa do IBGE, divulgada nesta sexta-feira, dia 11 de janeiro.

Leia também: Setor de tecnologia representa 5,6% da economia de SC, com movimento de R$ 15,5 bilhões ao ano

Leitura de outros números do mesmo levantamento permite conclusão positiva para o desempenho catarinense: na variação entre novembro de 2017 e novembro de 2018, a produção industrial catarinense cresceu 3,6%. O indicador posiciona o Estado como o quarto com maior expansão nessa base de comparação, só atrás de Rio Grande do Sul (+) 12,7%; Pará (+) 8,3%; e Espírito Santo (+) 4,1%. O desempenho catarinense é igualmente significativo quando se mede o acumulado dos 11 primeiros meses de 2018: SC aumentou a produção da indústria em 4,3%. Este é o quinto melhor indicador dentre todos os Estados brasileiros para o período analisado. 

Analisando isoladamente a indústria de transformação, o desempenho acumulado coloca Santa Catarina no 4º lugar no ranking da produção industrial por unidade de federação, atrás do Amazonas (6,4%), Rio Grande do Sul (6,3%) e Pernambuco (6,1). Os estados do Pará (-8,4%) e Goiás (-4,8%) registraram recuo na produção industrial nesse comparativo, resultado do desempenho dos setores de metalurgia, na indústria paraense, e do setor de fabricação de veículos automotores, reboques e carroceria na indústria goiana. Na indústria catarinense, o resultado do ano é puxado pelas atividades de metalurgia (+) 25,2%) e produtos de metal (+) 15,5%).

Deixe seu comentário:

Cláudio Loetz

Loetz

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação