nsc
    nsc

    Região de Jaraguá do Sul alinha cursos necessários às demandas dos segmentos econômicos prioritários 

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    11/03/2020 - 14h45 - Atualizada em: 11/03/2020 - 14h43

    O Comitê de Desenvolvimento Regional do Vale do Itapocu, integrado por representantes de indústrias e instituições que atuam na área da educação profissional fez reunião para discutir quais os perfis de profissionais que o mercado necessita. Segundo o gerente regional do Sesi e Senai, Jefferson Galdino, serão pensados cursos alinhados às características da indústria regional, na perspectiva de ver as necessidades do mercado não só a partir das demandas atuais e sim a médio e longo prazos.

    A partir das definições do grupo de trabalho, haverá alinhamento de ementas com as matrizes econômicas predominantes na região, mas posicionando estas iniciativas de acordo com as potencialidades de mercados que estão evoluindo, como é o caso das áreas como eficiência energética e mobilidade elétrica.

    Outros dois setores apontados são o têxtil, que concentra 20% do valor adicionado de impostos no Vale do Itapocu; e de bioengenharia, com projetos voltados à manutenção de equipamentos biomédicos, além do segmento de TI, que requer uma atenção por atuar também no suporte a todas as cadeias produtivas da indústria.

    Foram identificadas nove das principais rotas empresariais no âmbito da Amvali. Com base na estruturação do comitê de desenvolvimento regional - conselho estratégico, comitê setorial e núcleo de inovação – os trabalhos terão como foco, além da qualificação profissional da mão de obra, também a atratividade a novos investimentos e no fomento à pesquisa e inovação.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas