nsc

publicidade

Loetz

Recorde

Tupy registra receita histórica e cresce 15,3% no 2º trimestre

Compartilhe

Por Loetz
15/08/2019 - 16h58 - Atualizada em: 15/08/2019 - 20h45
Tupy de Joinville registra números recordes no trimestre
Tupy de Joinville registra números recordes no trimestre

* Por Estela Benetti e Luan Martendal

A joinvilense Tupy alcançou números recordes de receita líquida e Ebitda Ajustado no segundo trimestre do ano. A receita fechou em R$ 1,405 bilhão e representou crescimento de 15,3% em relação ao segundo trimestre de 2018. O resultado está relacionado, entre outros fatores, ao aumento da participação de produtos com maior valor agregado.

No mesmo período, o lucro líquido da empresa atingiu R$ 59,5 milhões, tendo registrado crescimento de 23,1% no comparativo com o 2º trimestre do ano passado. Isso rendeu à companhia uma margem líquida de 4,2%, decorrente da melhoria dos resultados operacionais e financeiros.

O Ebitda Ajustado, que representa a geração de recursos com as atividades operacionais da empresa, também teve aumento considerável e chegou a R$ 204,4 milhões no trimestre passado. A alta é de 13% em relação ao mesmo período de 2018, com margem sobre a receita líquida de 14,6%.

A multinacional também aponta aumento expressivo de 26,8% no mercado interno, em razão do crescimento da receita nas aplicações para veículos comerciais e no segmento de hidráulica, com elevações de 50,8% e 14,8%, respectivamente. Já no mercado externo, a receita líquida cresceu 13%, impulsionada pelo incremento da receita nos segmentos de transporte, infraestrutura e agricultura, com destaque para os segmentos de veículos leves e comerciais.

Mercado

Segundo o presidente da Tupy, Fernando de Rizzo, no trimestre foram gerados 326 novos postos de trabalho em Joinville, totalizando nas unidades brasileiras (SC e SP) mais de 9 mil vagas diretas.

— Nossa indústria funciona com decisões de longo prazo. A Tupy sempre investiu em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e nosso time tem sido capaz de converter isso em novos negócios da companhia no Brasil e exterior. No país, por exemplo, estamos oferecendo novos serviços de usinagem e novos produtos com novas tecnologias que a indústria está adotando – disse Rizzo.

Mas, num ambiente de negócios difícil como o brasileiro, a empresa enfrenta obstáculos. A Tupy foi uma das mais atingidas pela greve dos caminhoneiros, com a nova tabela de frete, mudança no reintegra e a falta de compensação do ICMS sobre exportações (Lei Kandir).

Balanço

Em 2018, a Tupy teve lucro líquido de R$ 271,7 milhões, valor 77% superior aos R$ 153,4 milhões obtidos no ano anterior. A receita bruta também saltou significativamente e totalizou R$ 4,82 bilhões contra R$ 3,70 bi em 2017, uma alta na casa dos 30%. No ano passado o Ebitda, de R$ 677,6 milhões, também com incremento de 30% sobre o apurado no ano anterior.

Deixe seu comentário:

publicidade