nsc
    nsc

    Hospedagem

    Um quarto dos turistas alugou imóveis via Airbnb 

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    07/02/2019 - 13h46 - Atualizada em: 07/02/2019 - 13h55
    (Foto: Patrick Rodrigues)

    A prévia da pesquisa turismo de verão no litoral de Santa Catarina, realizada pela Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina (Fecomércio-SC), aponta o crescimento na utilização de imóveis alugados durante a temporada em detrimento das outras formas de hospedagem. As informações adiantadas pela entidade trazem um recorte do comportamento do visitante em relação à hospedagem durante o mês de janeiro, em cinco cidades: São Francisco do Sul, Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba e Laguna.

    Os dados mostram que quase metade (44%) das locações é realizada diretamente com o proprietário. Também chama atenção a fatia significativa pelo Airbnb (26%), que está à frente das imobiliárias (14%), comenta o presidente da Fecomércio-SC, Bruno Breithaupt.

    Para o vice-presidente de Habitação da Fecomércio SC, Sergio Luiz dos Santos, as locações entraram de vez na era digital. 

    — Agora os clientes podem visitar a unidade antes de ocupar, trazendo mais transparência nas negociações e fomentando o mercado de aplicativos de hospedagem, que sustentam este crescimento..

    Os dados completos da pesquisa, com informações sobre o perfil do turista, a avaliação do destino e o impacto da temporada para os setores de comércio de bens e serviços e turismo, serão divulgados em março.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas