publicidade

Navegue por

publicidade

Cláudio Loetz

Loetz

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

Loetz

Dirigente do grupo Whirlpool fala a políticos e defende reformas

Por Loetz

14/12/2018 - 11h00

O dirigente do grupo Whirlpool, Luís Felipe Dau, fez firme defesa das reformas da Previdência, tributária e fiscal em fala direta a deputados eleitos durante encontro realizado na quarta-feira à noite, na Acij, do qual também participaram alguns dos mais importantes empresários de Joinville.Para o encontro foram convidados todos os deputados estaduais e federais eleitos com votos de Joinville e região, além dos senadores.'Fatiar a reforma da Previdência faz todo sentido', diz Paulo TafnerApareceram os federais Rodrigo Coelho e Darci de Matos e o estadual Fernando Krelling.Dau foi ao ponto:– Temos a oportunidade de fazer um país diferente. A agenda tem de ser feita com todos os brasileiros. Os políticos eleitos têm a obrigação de fazer as reformas. Os próximos meses serão decisivos para a definição das reformas. Como se diz no futebol, treino é treino; jogo é jogo. Chegou a hora de jogar. A sociedade civil não aceitará nova frestração de não aprovação das reformas. Em relação à questão tributária:– Temos um país caro. As empresas têm de cumprir 3500 normas tributárias e gastam 2 mil horas por ano para se acertar com o Fisco.  Na foto, da esquerda para direita, os deputados eleitos Fernando Krelling (estadual) e Rodrigo Coelho (federal); Armando Valle Junior, ex-vice-presidente de relações institucionais da Wirhlpool Latin America; Udo Döhler, prefeito de Joinville; Luis Felipe Abbdou Dau, presidente da Embraco; João Joaquim Martinelli, presidente Acij; Eduardo Vasconcelos, gerente relações internacionais da Wirhpool. Reconhecimento

Continuar lendo

PIB de Joinville é igual a soma dos valores de Blumenau e São José

Por Loetz

14/12/2018 - 10h47

Joinville continua sendo a maior economia de Santa Catarina. Disparado. O IBGE divulgou, nesta sexta-feira, dia 14, os números do Produto Interno Bruto dos Municípios referente ao ano de 2016. Os dados mostram claramente a liderança de Joinville, com riqueza estimada em R$ 25,21 bilhões. Itajaí aparece na segunda posição com R$ 19,27 bilhões, seguido de perto por Florianópolis em terceiro com PIB de R$ 18,65 bilhões. A distância de Joinville para Itajaí é de 30%, numa demonstração inequívoca de que a carroça é puxada por Joinville. Dito de outra forma: Joinville produz riqueza equivalente a tudo o que se cria em Florianópolis e Criciúma, somados. Ou, ainda, o PIB de Joinville é igual a tudo o que se produz Blumenau e São José, juntos.Joinville é a 13ª cidade no País no ranking da importaçãoEstão aí os três polos econômicos dominantes no Estado: a indústria de transformação (com dominância dos segmentos metalmecânico, plástico, têxtil, além da área de serviços), em Joinville; tecnologia, turismo e serviço público na capital; e, na principal cidade do litoral - Itajaí - são os negócios de comércio exterior (importação e exportação) e atividades portuárias a se destacar.Quando o fator analisado é o de valor adicionado, novamente Joinville surge na dianteira. A cidade marcou R$ 20,41 bilhões, com Florianópolis na segunda colocação; e Blumenau vindo a seguir. Significa dizer que, por este ângulo, prevalecem as cidades onde, de fato, se gera a riqueza - e não somente onde ela se cria via intermediação, como ocorre, principalmente, nos municípios vocacionados para atividades portuárias. Jaraguá do Sul aparece na sétima colocação entre os municípios mais ricos do Estado, com total de R$ 7,76 bilhões em 2016, tendo a sua frente São José em quinto; e Chapecó, em sexto. Na tabela mostramos os dez municípios economicamente mais importantes do Estado, em ordem decrescente.Santa Catarina tem a melhor economia do país, diz jornalProduto Interno Bruto (PIB) - a preços correntes (R$ 1.000,00)Joinville 25.217.354,00Itajaí 19.279.899,00Florianópolis 18.657.157,00Blumenau 15.395.367,00São José 9.903.954,00Chapecó 8.317.903,00Jaraguá do Sul 7.767.715,00Criciúma 6.895.490,00Brusque 5.244.093,00Balneário Camboriú 4.930.413,00Fonte: IBGE

Continuar lendo
Vista aérea do porto de São Francisco do Sul

Governo estuda privatização do Porto de São Francisco do Sul

Por Loetz

14/12/2018 - 06h00

O governador eleito Carlos Moisés, que toma posse no dia 1º de janeiro, planeja fazer concessão do porto de São Francisco do Sul para atender exigência do próximo presidente da República, Jair Bolsonaro, e de sua equipe econômica liderada por Paulo Guedes.O atual secretário da Fazenda, Paulo Ely, que permanecerá no posto no governo Moisés, explica:– Sim, o assunto (concessão do porto de São Francisco do Sul) está no radar, ainda não está decidido; haverá conversas internas.Porto de Itajaí está na lista de possíveis privatizações no governo BolsonaroA questão passa por um ponto central: para o Estado conseguir renegociar sua dívida com a União, Banco do Brasil e BNDES, em contrapartida terá de encaminhar e promover concessões de ativos estaduais à iniciativa privada.É uma troca. Simples assim.Santa Catarina tem dívida pública total (não apenas com Brasília) de R$ 20 bilhões.A orientação já está dada em nome de melhoria nas contas públicas estaduais e, também, para melhorar a eficácia administrativa e operacional no sensível negócio de logística portuária. Estudos em 2019Ensaios para possível privatização do porto aconteceram nos últimos anos, mas nada de efetivo avançou. Foi um tempo para se sentir a temperatura. Nem havia clima político. Agora será diferente. A causa privatizante ganha força, domina as mentes dos próximos comandantes do Estado e do país e galvaniza múltiplos interesses.Desta vez surge como solução – talvez, melhor dizendo, como alternativa necessária – para a economia deslanchar e crescer de forma mais robusta e sustentável. Os estudos técnicos de viabilidade econômico-financeira e toda a modelagem para definir os rumos do processo de concessão do porto de São Francisco do Sul serão iniciados em 2019.A conclusão deve demorar um ano e meio, a dois anos, diz Ely, ele mesmo, adepto da ideia de se conceder a administração do porto público do Norte catarinense a um operador privado. Argumenta:– Basta verificar e comparar a eficiência dos portos de São Francisco do Sul (público) com Itapoá (privado); e o de Itajaí (público) com o de Navegante (privado). Risco: modelo de privatização de portos proposto para o Brasil só existe em outros dois países 

Continuar lendo
Ministro do STF votou favorável à tese de Santa Catarina

Ministro do STF vota a favor de Santa Catarina

Por Loetz

13/12/2018 - 14h33

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, votou favorável à tese de Santa Catarina durante o julgamento da ação ajuizada pelo Estado, nesta quarta-feira (12), que questiona a definição da área marítima para fins de pagamento de royalties do petróleo.

Continuar lendo

Fazenda fiscaliza 600 empresas nesta quinta-feira

Por Loetz

13/12/2018 - 10h37

A Secretaria da Fazenda de Santa Catarina está fazendo grande operação de fiscalização em 600 empresas em todo o Estado, nesta quinta-feira, dia 13. Em Joinville, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul, Barra Velha e Itapoá, a verificação acontece em 102 empresas dos mais variados setores da economia. Os auditores fiscais visitam os estabelecimentos de contribuintes previamente selecionado, por apresentarem fortes indícios de irregularidades.    Dentre as 600 empresas que estão sendo visitadas, algumas fazem parte da Operação Top 100, que fiscalizará 100 empresas com irregularidades já identificadas no uso das ferramentas de automação comercial programa aplicativo fiscal – PAF-ECF, e impressoras fiscais, além dos equipamentos de cartões de crédito e débito. Estas 100 empresas já identificadas estão localizadas na Grande Florianópolis e nas regiões de Joinville, Blumenau e Itajaí. Fique por dentro das principais notícias do Norte de SC

Continuar lendo

Sete em cada 10 idosos estão aposentados, aponta levantamento

Por Loetz

13/12/2018 - 10h00

Levantamento realizado em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que sete em cada 10 idosos estão aposentados. 21% continuam trabalhando.  47% dizem que a renda não é suficiente para pagar as contas. 48% disseram que querem se sentir produtivos nessa fase da vida. 91% idosos contribuem financeiramente com o orçamento. 43% são os principais responsáveis pelo sustento da casa. 34% dos entrevistados recebem algum tipo de custeio. 32% admitem nunca ter guardado dinheiro exclusivamente para a aposentadoria. 25% não lembram quando começaram a fazer uma reserva.   Bilhões necessários A Fiesc apresentou documento com radiografia das necessidades do Estado nas questões de infraestrutura nos modais rodoviário, ferroviário e aquaviário. O estudo mostra que as demandas por obras de infraestrutura exigirão investimentos de R$ 3,1 bilhões até 2022.   Empreendedorismo feminino O Sebrae nacional lançou o projeto nacional de empreendedorismo Feminino, que vai ser aplicado em 11 Estados brasileiros - Santa Catarina incluído - e que tem como finalidade integrar redes locais, nacionais e internacionais de empresárias. PIB de SC cresce 2,7% O projeto vai ser desenvolvido durante 24 meses e o foco na sensibilização, articulação, relacionamento e atendimento de negócios liderados por mulheres.   Fundo Clima O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) terá aporte de R$ 163 milhões para novos financiamentos no âmbito do programa Fundo Clima. Esses recursos se juntam aos R$ 228 milhões anunciados no final de setembro e foram possíveis após a edição da medida provisória 851/18, que permitiu que os rendimentos fossem incorporados ao patrimônio do Fundo.  Os recursos do Fundo Clima podem ser usados para apoiar a implantação de empreendimentos, a aquisição de máquinas e equipamentos e o desenvolvimento tecnológico que estejam relacionados à redução de emissões de gases do efeito estufa e à adaptação às mudanças do clima e aos seus efeitos.    Harvard A Universidade de Harvard oferece 114 cursos de 11 áreas diferentes, gratuitos em sua plataforma Harvard Online Courses.   Via aplicativo A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei 9617/18, que assegura a gestão compartilhada para que grupos de cidadãos organizados em aplicativos como o WhatsApp acompanhem a execução de obras, prestação de serviços públicos e aquisições de materiais e equipamentos pelo poder público federal, estadual, distrital e municipal.   Mudança No próximo ano, o sindicato dos mecânicos de Joinville estará em nova sede. As obras estão em andamento. A mudança poderá acontecer até março. O imóvel atual, na região central da cidade, foi vendido para empresa têxtil.   Leia também: Bolsonaro e Moisés quebram o gelo

Continuar lendo

Economia deve crescer 2,7% em 2019, aponta confederação

Por Loetz

13/12/2018 - 06h00

 A economia brasileira crescerá 2,7% no próximo ano, prevê a Confederação Nacional da Indústria. Ainda segundo a CNI, a taxa de desemprego cairá para 11,4% ao final de 2019; a inflação ficará em 4,1%, a taxa nominal de juros básicos da economia alcançará 7,50% ao ano e a cotação média do dólar será de R$ 3,78.

Continuar lendo
Crédito: Floriano Rios/divulgação

Condecoração máxima

Por Loetz

12/12/2018 - 16h34

O presidente da WEG, Harry Schmelzer Jr., recebeu a mais importante condecoração a quem se dedica ao desenvolvimento da indústria, do comércio exterior e dos serviços no Brasil, a medalha e insígnia do Conselho da Ordem Nacional Barão de Mauá, em sua categoria máxima, a classe Grã-Cruz.Leia também: Investimentos de R$ 6,6 bi mostram otimismo da indústria

Continuar lendo

Almeida Junior recusa proposta de compra de shoppings

Por Loetz

12/12/2018 - 15h09

A BRMalls, a maior operadora de shoppings centers do Brasil,  tem interesse em adquirir os seis shoppings centers do grupo Almeida Junior, em Santa Catarina.  Em comunicado ao mercado, diz: - A companhia foi convidada a participar de um processo competitivo para uma possível transação envolvendo a aquisição da participação do grupo Almeida Jr. e, em resposta ao convite recebido, apresentou, no final de novembro, uma proposta. Em breve nota oficial, o grupo  Almeida Junior diz que recebeu uma "proposta formal da BRMalls, e que a mesma foi declinada". As bases financeiras e jurídicas não foram divulgadas.Almeida Junior colocou seus negócios à venda há pelo menos meio ano. O grupo vendedor, dirigido pelo empresário Jaimes Almeida Junior,  é dono do Joinville Garten Shopping, (Joinville); Shopping Neumarkt e Norte Shopping (Blumenau); Balneário Camboriú Shopping (Balneário Camboriú); Continente Shopping (São José); Shopping das Nações (Criciúma).

Continuar lendo

PIB de SC cresce 2,7%

Por Loetz

12/12/2018 - 07h13

O desempenho da economia catarinense praticamente retornou ao patamar pré-crise. No acumulado do ano até setembro, conforme dados do Banco Central, estima-se que o Produto Interno Bruto do estado (PIB) cresceu 2,7%, acima da média nacional, que foi 1,2% no período. Com isso, o desempenho estadual está apenas 0,5 ponto percentual abaixo do registrado em 2014, último ano antes do início da crise.Milhares voltam ao consumo em JoinvilleNa avaliação da Fiesc, as perspectivas para 2019 são de crescimento maior da economia. Os dados foram apresentados pelo presidente da entidade, Mario Cezar de Aguiar, nesta terça-feira, dia11, em Florianópolis.De janeiro a outubro também foram registrados aumento na produção industrial (4,4%), nas vendas do setor (13,3%), na exportação (4,8%), na importação (24,1%) e no saldo de empregos da indústria de transformação (22,5 mil vagas). SatéliteSatélite desenvolvido pelo Senai/SC, em parceria com a empresa Visiona, deve sr lançado em 2020. O objetivo é facilitar o mapeamento de áreas de produção agrícola e pecuária, além de proteção a áreas de conservação ambiental. O nano satélite terá tamanho de 10 x 20 x 30 centímetros. Falas na Gestão CompartilhadaOs jornalistas Estela Benetti e Claudio Loetz, da NSC Comunicação, falaram a 70 empresários durante evento de encerramento de atividades do Programa de Gestão Compartilhada da Associação Empresarial de Joinville. Ambos analisaram aspectos da conjuntura econômica e política nacional e catarinense.A necessidade de reformas - em especial a da Previdência - as incertezas sobre como se dará a negociação no Congresso em torno de projetos polêmicos; e a necessidade de fazer profundo ajuste fiscal dominaram as análises.No plano estadual, o futuro governador tem a missão de enxugar a máquina pública, estimular a atratividade de empreendimentos novos que sejam complementares à atual cadeia produtiva. O presidente da Acij, João Martinelli, fez a apresentação de abertura, em evento mediado pelo empresário Renato Feres, diretor de relacionamento com os associados. Feres argumenta:– Economicamente quem vai sobreviver não serão são os mais fortes, mas aqueles que melhor se adaptarem. Quanto mais adaptável, mais longevo você vai ser.Martinelli, pondera:–  O que determina se um governo vai bem ou mal, chama-se economia. Tivemos uma deflação (falta de consumo) nos últimos meses e ela mata um país. O que conduz um país é a economia. Dois campusA Católica SC anuncia campus em Itajaí e Florianópolis para uma pós-graduação em formato flexível e educação a distância. Os campus foram abertos com cursos de Educação a Distância semi presencial e com o Master in Business Inovation, o MBI. Primeira conversaAconteceu no dia 10, segunda-feira, a primeira rodada de negociações do reajuste dos pisos de salários de Santa Catarina. Como geralmente acontece na primeira rodada, foi dedicado um bom tempo para avaliação de conjuntura por parte dos dois lados. A reivindicação dos trabalhadores é a equiparação aos valores do piso já praticados no Paraná. Negócios em PortugalDestino preferencial de milhares de brasileiros nos últimos anos, Portugal também tem atraído a atenção - e o investimento - das empresas brasileiras. Esse é o caso da catarinense Selfsy, especializada na produção de açaí e polpa de frutas, que inicia, com a exportação para o país europeu, um plano ambicioso de expansão, que também inclui o mercado nacional, a começar pelos estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.  Em Santa Catarina, a empresa tem 533 pontos de venda distribuídos por 67 cidades.– Entendemos que Portugal é uma porta de entrada para toda a comunidade europeia. Temos também cotações em curso para outros mercados, como Kuwait e Canadá revela Joice Catarina, fundadora da empresa. OutletO empresário Carlos Jereissati inaugura, nesta quarta-feira, dia 12 de dezembro, o Primeiro Fashion Outlet Santa Catarina. O empreendimento fica às margens da BR-101 quilômetro 165, no município de Tijucas e chega para ser um player destacado no segmento de negócios. Muitas das mais importantes marcas do varejo brasileiro estarão presentes no novo espaço. O grupo Iguatemi Shoppings é pioneiro no setor no país, e se caracteriza por atrair grifes chiques para as suas unidades. Leia também:“O segredo do outlet é oferecer as melhores marcas com preços baixos”, diz Jereissati

Continuar lendo
Exibir mais
Cláudio Loetz

Loetz

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação