nsc
nsc

publicidade

Abandono

A ferrugem e o vandalismo estão destruindo nossa história

Compartilhe

Mário
Por Mário Motta
08/12/2019 - 06h20 - Atualizada em: 08/12/2019 - 06h17
(Foto: Maria Paula/Divulgação)

O Forte Marechal Moura, que fica logo acima do Farol dos Naufragados, no extremo sul da Ilha de Santa Catarina, foi erguido entre 1909 e 1913. É a mais recente das fortificações que formam o sistema defensivo da Ilha. O objetivo era complementar as defesas da Fortaleza de Araçatuba, guarnecendo a entrada da Barra a partir de uma posição mais elevada. Deste forte restam hoje apenas alguns trechos de muralhas e três canhões de 120 mm do armamento original, fabricados em 1893.

Infelizmente o estado de conservação dos canhões é péssimo e cada vez pior. O tempo, a proximidade com o mar, a ferrugem e o abandono se unem para que a destruição chegue com rapidez. Eles estão cada vez mais deteriorados, riscados, enferrujados e também depredados pelas mãos de vândalos travestidos de “turistas”, que chegam até lá pela trilha e por puro prazer agridem e destroem um patrimônio que faz parte de nossa história.

O leitor Felipe de Souza chegou até lá pela trilha que começa no final da Estrada geral da Caieira e ficou perplexo com o abandono dos “monumentos” de defesa, indagando a quem reclamar. Boa pergunta, Felipe! Replico e aguardo o retorno.

Deixe seu comentário:

Mário Motta

Colunista

Mário Motta

Informação de relevância e opinião sobre o que acontece na Grande Florianópolis com todo o carisma e credibilidade de Mário Motta.

siga Mário Motta

Últimas do colunista

Loading interface...
Mário Motta

Colunista

Mário Motta

Informação de relevância e opinião sobre o que acontece na Grande Florianópolis com todo o carisma e credibilidade de Mário Motta.

siga Mário Motta

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas