publicidade

Navegue por
Mário

Transporte público

Dois pedidos para o Consórcio Fênix

Compartilhe

Por Mário Motta
09/02/2019 - 07h55 - Atualizada em: 09/02/2019 - 07h52
(Foto: Marco Favero/JAN 19)

O leitor Leandro, morador de Capoeiras, Capital, pede para que o Consórcio Fênix leve em consideração seu pedido com o que vem ocorrendo na linha 670 do bairro Monte Cristo (que passa por Capoeiras), pois quando o ônibus vai para o Centro, passando pelo bairro por volta das 11h, o veículo utilizado é daqueles ônibus grandes, espaçosos. Porém, quando retorna no fim da tarde (por volta das 18h) no sentido inverso (centro/bairro), são usados aqueles pequenos que, além de apertados, sem plataforma para cadeirantes. "Sempre vejo cadeirantes ficando por que o ônibus não tem plataforma elevatória é a linha 670 - 8820-2270", conta ele.

Outro pedido é a mudança de horário (em 15 ou 20 minutos) na saída do ônibus de uma das linhas Ticen/Titri – Transcaera 13h e/ou Serrinha 12h55min. Todos os dias quando passo pela Rua Marcus Aurélio Homem (platô da Serrinha), após apresentar o Jornal do Almoço na NSC TV, percebo que os dois carros praticamente se encontram no mesmo trajeto, ou seja, o primeiro carro que passa (Serrinha) leva os passageiros do morro para a UFSC e o outro (Ticen/Titri) vem imediatamente e desce vazio.

Parece um enorme desperdício dois carros no mesmo trajeto ao mesmo tempo e depois os moradores da Serrinha precisam aguardam um bom tempo pelo próximo carro. Se um deles sair 15 minutos mais tarde de seu ponto inicial, teremos dois horários para os moradores daquela localidade.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação