nsc

publicidade

Mário

INSS 

Pra fazer a prova de vida no INSS, precisa ter muita sorte de o sistema estar funcionando

Compartilhe

Por Mário Motta
12/09/2019 - 07h55
Prova de vida só com o sistema funcionando.
Foto: Divulgação

O leitor Fernando Malagoli está passando por uma situação absurda. Há mais de uma semana ele está tentando fazer a "prova de vida" da avó dele, de 90 anos, junto ao INSS, e não consegue. Segundo Fernando, mais de 50 pessoas aguardam na fila para tentar conseguir uma senha. Quando conseguem, ficam aguardando e depois de um bom tempo recebem a seguinte orientação: "Atenção: ninguém será atendido hoje, pois o sistema não esta funcionando".

Ele conta que a fila é gigante e toma todo o interior da agência, além de um pedaço da rua na área externa. Quase desistindo de levar sua avó com toda a idade para aquele sofrimento, Fernando passou a ligar para o 135 na esperança de conseguir agendar um horário para o atendimento. Ligou várias vezes e, quando conseguiu ser atendido, depois de muito tempo, ouviu a gravação: "Atenção, todos os nossos atendentes estão ocupados. Ligue mais tarde!", ele desiste.

Caramba, será que para fazer a "prova de vida" precisa estar com o sistema funcionando? O funcionário não poderia constatar a veracidade da informação, conferir com a idosa ali presente, anotar e até fotografá-la, repassando ele mesmo a informação para o fichário eletrônico da contribuinte quando o sistema voltasse a funcionar?

Seria muito simples e, por ser tão simples, provavelmente não daria certo, né? Sofre, povão!

Deixe seu comentário:

publicidade