publicidade

Navegue por
Mário

Trânsito

Um sufoco que serve de alerta na SC-401

Compartilhe

Por Mário Motta
08/07/2019 - 07h45 - Atualizada em: 08/07/2019 - 07h44
Foto: Reprodução Google Maps
Foto: Reprodução Google Maps

Por volta da meia-noite de quarta-feira, quando retornava para o norte da Ilha vindo do HU onde fora levar um paciente, o motorista da ambulância da Upa norte percebeu, na saída de Santo Antônio de Lisboa, um Fiat PAlio branco dirigido por uma senhora, saindo do centro do bairro pela marginal, passando em frente ao Tisan e o Cesusc, seguindo na contramão, ingressando na pista inversa da SC-401 (sentido bairro centro) tomando a faixa interna ao lado da mureta que separa as pistas e indo adiante.

Ao perceber que o veículo trafegava na contramão, o motorista ligou o giroflex da ambulância, as luzes de alerta, sirene, enfim... tentou abordá-la na passagem do pedágio desativado, hoje posto da Polícia Militar Rodoviária, mas ela não parou. Passou na contramão na PMRV, seguiu pela contramão até quase a entrada de Ratones e ele na sua mão, desesperadamente, no maior sufoco tentando faze-la parar (separados só pela mureta). Até que ela parou, fez o retorno e seguiu em direção ao centro, agora sim na sua mão de trânsito correta.

O motorista da ambulância fez contato com a PMRV e foi informado que eles já tinham tomado as medidas necessárias para abordá-la e que aguardariam seu retorno ao Posto da PMRV para fazê-lo. Não sabemos se conseguiram, mas o fato é que vários motoristas escaparam de uma colisão frontal e, segundo os Policiais, não é o primeiro caso. Talvez fosse necessário um ajuste no final da Rua Padre Lourenço de Andrade, que dá acesso ao retorno que leva ao Cesusc.

O que pode estar confundindo?

Ao deixar o centro de Santo Antônio de Lisboa, os motoristas que desejam ir para o norte da ilha precisam passar sob a SC-401 no viaduto ali existente, e retornarem à direita para fazerem o ingresso na mão correta de ida ao norte da Ilha. Mas, como a saída do centrinho é em faixa dupla, alguns passam direto e não cruzam pelo viaduto. Na visão aérea do mapa do Google, a Rua Padre Lourenço de Andrade se abre numa bifurcação e a faixa da direita termina bruscamente. Há uma placa de Proibido Virar à Direita no final dela, mas é bem possível que alguns motoristas não percebam e ao fazerem esse trajeto acabam ingressando na Rua Nita Franzone Viégas e por ela na pista principal da SC-401, sentido bairro centro, ou seja – na contramão. Só quebramos o recorde de dias sem mortos na SC recentemente por milagre. Como não temos mais o Deinfra, esperamos uma ação urgente da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade.

Sobre o Trevo de Forquilhinhas

O leitor Tom Hayter relata que já esteve na Prefeitura de São José para solicitar um ajuste no conjunto de semáforos do trevo de Forquilhinhas e foi informado que aquele ponto é administrado pela Auto Pista Litoral Sul. Ligou inúmeras vezes para o 0800-725-1771 (fone de contato com a Auto Pista) e recebeu sempre a mesma informação: “Fique tranquilo que enviaremos uma equipe terceirizada para fazer as aferições nos semáforos”.

O primeiro contato, diz o Tom, foi feito há mais de seis meses e até agora os semáforos continuam sem nenhuma correção, causando um trânsito desnecessário e muito transtorno a todos na região. Ali o tráfego é intenso, pois essa rua é a única que dá acesso a centro. Uma ação imediata precisa ser tomada em respeito a todos que pagam seus impostos e recebem apenas o descaso da concessionária da Rodovia e das autoridades constituídas.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação