nsc
    nsc

    Vice em SC

    A aula magna de Mourão

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    19/07/2019 - 22h17
    (Foto: Divulgação)

    O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão Filho, abriu com chave de ouro o projeto “Momento Brasil”, da Acaert, com brilhante palestra no auditório da Fiesc. Demonstrou conhecimento da realidade nacional, vivência, perfeito diagnóstico e receita qualificada. 

    Começou analisando os novos tempos, as mudanças no mundo e as grandes transformações das novas tecnologias, para situar o Brasil no mercado mundial, suas potencialidades e riquezas, com ênfase para a posição estratégica no hemisfério sul.

    Na retrospectiva, mostrou com didática o desastre econômico causado pelos governos petistas, com uma gastança sem controle que produziu monumental endividamento e brutal déficit público. Calamidade que tem custado aos brasileiros R$ 400 bilhões de reais ao ano em juros bancários. Dinheiro que falta para hospitais, escolas, infraestrutura, etc.

    Enumerou as medidas necessárias para combater o déficit e dívida pública, citando o programa de privatizações de 400 empresas estatais, das quais 44 totalmente deficitárias. A venda deverá render R$ 500 bilhões do Tesouro. Previu um plano de concessões que deve resultar em mais de R$ 1 trilhão e 500 bilhões ao Tesouro.

    Para a retomada da economia, que definiu como “recolocando o Brasil nos trilhos”, anunciou: 

    1. Retomada do crescimento (Nova previdência, desvinculação do orçamento, modernização do Estado e gestão profissional do setor público); 

    2. Produtividade (Privatizações e concessões, reforma tributária, abertura comercial e desburocratização).

    Concluiu defendendo os “pilares da civilização”: “pacto de gerações, democracia, capitalismo, estado de direito e ativa sociedade civil”. O general Mourão deu uma magnífica aula magna na Acaert.

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas