nsc

publicidade

Moacir

Opinião

A ilusão da greve na UFSC 

Compartilhe

Por Moacir Pereira
11/09/2019 - 04h15 - Atualizada em: 11/09/2019 - 13h30
(Foto: Diorgenes Pandini / NSC Total)

Os estudantes da UFSC decidiram fazer greve e por tempo indeterminado, a partir de decisão da assembleia no “campus” da Trindade. Tem a ilusão de iniciar um movimento político para greve geral em todas as universidades e instituições de ensino superior do país.

Inoportuna e inconsequente, esta nova paralisação deixa de considerar que o Brasil tem um novo governo. Que esta gestão federal tem a marca das mudanças, exigência da maioria do eleitorado nas últimas eleições. E quem tiver a veleidade de repetir os erros políticos de passado recente, com a dominação ideológica das esquerdas e do corporativismo aprisionando as instituições, pode estar apostando em graves equívocos.

Trata-se de um verdadeiro devaneio apostar neste momento numa greve para resolver os problemas financeiros das universidades. Parados, os estudantes não vão produzir um centavo a mais nos cofres públicos. Ao contrário, o fechamento é que vai causar economia de gastos públicos.

Além disso, qualquer movimento que se faça por mais verbas para a educação vai ter o apoio da sociedade de forma majoritária. A estratégia de luta, com chavões e radicalismos, terá dela toda repulsa.

Os grevistas analisaram, por exemplo, a situação dramática de milhares de acadêmicos que estão prestes a receber seus diplomas? Pensaram nos irrecuperáveis prejuízos dos que dependem de algumas poucas disciplinas para ingressar num disputado mercado de trabalho, que atravessa gravíssima crise de desemprego? E os milhares que perdem dias e noites estudando para o vestibular?

Esta greve é inoportuna, desnecessária, ilegal e absurda!

Leia também: Reitor da UFSC apoia invasão na UFFS, em Chapecó

merito
(Foto: )

Mérito Educativo

Presidente do Conselho Estadual de Educação, professor Osvaldir Ramos (E) e professor Rodolfo Pinto da Luz, autor da proposta (C), conferiram ao ex-reitor da UFSC, professor Ernani Bayer, o Diploma de Mérito Educativo. Na ocasião, Pinto da Luz fez um relato do rico currículo do homenageado no Estado e no ensino superior do Brasil. E esposa do homenageado, dona Neusa (D), autoridades educacionais, familiares e amigos prestigiaram o evento.

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

moacir.pereira@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade