nsc

publicidade

Levantamento

Brasil tem 3% da população mundial e 14% dos homicídios, diz ministro Jorge Oliveira

Compartilhe

Moacir
Por Moacir Pereira
11/09/2019 - 20h03

O aumento da criminalidade nos últimos 15 anos elevou o Custo Brasil, afastou turistas e investimentos. Comprometeu 2,3% do PIB em corrupção e 6% em despesas com combate aos criminosos. Uma das causas da insegurança e da violência está na impunidade. O Brasil está entre os dez países com maior taxa de homicídio. Tem 3% da população mundial e 14% do número de homicídios no mundo.

A atuação de organizações criminosas e aumento da violência afetou todos os setores econômicos, sociais e comunitários. Os fretes ficaram mais caros pelo roubo de cargas, os produtos tiveram os preços reajustados, as seguradoras fixaram restrições sobre veículos, os empresários deixaram de investir e as viagens foram canceladas.

Esta tese foi exposta pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira, na abertura do 1º Encontro Estadual sobre Segurança, promovido pela Facisc e Polícia Militar.

Estudos continuam sendo feitos sobre as razões da redução da violência. A primeira conclusão indica que atuou o poder dissuasório, com o discurso do governo Bolsonaro de prestigiar as autoridades policiais e os setores que atuam na segurança pública. Isto afugenta os criminosos.

O ministro apontou também as primeiras ações do governo para estimular a criação de novos empregos com investimentos privados.

Todos os oradores que compareceram na solenidade de abertura destacaram o exemplo de Santa Catarina, onde há sintonia entre os órgãos de segurança e do Ministério Público e parcerias com o empresariado. 

Condecoração

Ministro Jorge Oliveira foi condecoraco com a Medalha Barriga Verde da Policia Militar pelo comandante, cel. Araújo Gomes
(Foto: )

Ministro Jorge Oliveira foi condecoração com a Medalha Barriga Verde da Polícia Militar pelo comandante, cel. Araújo Gomes.

Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade