A Arquidiocese de Florianópolis terá neste final de semana dois eventos religiosos que movimentação os católicos, com a instalação solene do tribunal arquidiocesano de duas causas de beatificação em seu território.                    

Continua depois da publicidade

Será o início dos inquéritos acerca da vida de santidade do jovem florianopolitano Marcelo Henrique Câmara e do Pe. Léo Tarcísio Gonçalves Pereira. A Congregação para as Causas dos Santos concedeu no ano passado o chamado “nihil obstat” para cada uma das causas, que garante não haver obstáculos por parte da Santa Sé para a abertura delas.

O próximo passo é a instalação de dois Tribunais Diocesanos, um para cada uma das causas, que deve investigar e reunir as provas testemunhais, documentais e examinar os escritos dos Servos de Deus, presidida pelo Arcebispo de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck.

A arquidiocese divulgou nota com mais detalhes: “Para a causa do Pe. Léo, a instauração vai ocorrer neste sábado (7), às 15h, na Comunidade Bethânia, em São João Batista, seguida da celebração da Santa Missa. A comunidade terapêutica do local é um dos frutos do padre dehoniano, famoso por sua irreverência em palestras e entrevistas nos meios de comunicação nacionais, e guarda os restos mortais do Servo de Deus.   Já no dia 8 de março, domingo, será a vez da abertura da fase diocesana do processo de beatificação do jovem Marcelo Câmara, com a instauração do Tribunal às 15h, no Santuário Sagrado Coração de Jesus, nos Ingleses, em Florianópolis, seguida pela Santa Missa e a transladação dos restos mortais do jovem. Exumados do cemitério do Itacorubi, os restos mortais serão trasladados ao santuário onde Marcelo era catequista e ministro extraordinário da Sagrada Comunhão.
 

As celebrações contarão com a presença do postulador romano Paolo Villota, que foi postulador também da causa de Santa Dulce dos Pobres.

Continua depois da publicidade

Na Arquidiocese de Florianópolis, somente Santa Paulina pertence ao rol dos Santos: ela foi beatificada em 18 de outubro de 1991, em Florianópolis, e canonizada em 19 de maio de 2002, no Vaticano, pelo Papa João Paulo II.”

Destaques do NSC Total