publicidade

Navegue por
Moacir

Política

Críticas de fiscais da Fazenda de SC repercutiram mal no TCE

Compartilhe

Por Moacir Pereira
11/03/2019 - 07h15 - Atualizada em: 11/03/2019 - 07h15

Repercutiram negativamente no Tribunal de Contas do Estado (TCE) as críticas dos fiscais da Fazenda estadual à instituição de controle. De acordo com fontes ouvidas pela coluna, a Corte de contas catarinense responderá à altura contra qualquer tentativa intimidatória ou de difamação contra o órgão ou seus servidores.

— As reações virulentas de uma elite cujos privilégios foram questionados só reafirmam a convicção de que o TCE está no caminho certo em sua cruzada contra irregularidades na utilização de recursos públicos — disse outra fonte.

Na semana passada, o TCE pediu a suspensão do pagamento da verba indenizatória para o uso do carro para 769 servidores. O benefício tem um custo anual de R$38 milhões aos cofres públicos.

Positivo

A prefeitura de Criciúma se diferencia quanto ao comprometimento da receita com a folha de pessoal. Destina apenas 37,55% com o funcionalismo. Entre as 13 maiores cidades do Estado, Criciúma tem o menor custo de pessoal. 

A Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece o teto de 54%. Mérito ao prefeito Clésio Salvaro que, quando assumiu, em 2017, o gasto era de 43,76%. A prefeitura tem apenas seis secretarias: Secretaria-Geral, Saúde, Educação, Assistência Social e Habitação, Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana e, por fim, da Fazenda.

Antiguidade

Parecer da procuradoria-geral do Estado não reconhece o critério de antiguidade como legítimo para promoção da carreira. Assunto que preocupa os praças.

O deputado estadual Onir Mocellin(PSL), reunido com os comandantes da PM e Bombeiros, respectivamente, coronel Araújo Gomes e coronel Edupércio Pratts, trataram do tema na última sexta-feira. A solução, segundo o parlamentar, seria apresentar um projeto de lei para regulamentar as promoções.

Vale Tudo

A Lagoa da Conceição, em Florianópolis, virou casa da mãe Joana. São trailers ocupando espaço indevidamente durante TODA a temporada estacionados na Avenida das Rendeiras. Concorrência desleal, poluição visual e menos vagas sobrando. E ninguém faz nada.

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação