Florianópolis

publicidade

Moacir

Eleições

Décio Lima tem propaganda vetada pelo TSE

Compartilhe

Por Moacir Pereira
14/09/2018 - 05h00 - Atualizada em: 14/09/2018 - 05h00
Décio Lima
(Foto: )

A decisão do juiz Antônio Fernando Schenkel do Amaral e Silva, proibindo o deputado federal Décio Lima, candidato do PT ao governo do Estado, de usar a expressão “Novo” na propaganda eleitoral do rádio e televisão, não causa surpresa. O autor da representação, o Partido Novo, sentiu expropriado de uma de suas bandeiras desde que foi criado no Brasil. Seus líderes querem o “Novo” na expressão, na forma e, sobretudo, no conteúdo. Tanto que rejeitam as regras atuais da lei partidária e até as vantagens financeiras do Fundo Eleitoral.

Não constitui surpresa porque antes da punição da Justiça Eleitoral, o PT já vinha afrontando decisões do próprio TSE, incluindo de forma abusiva imagens e falas do ex-presidente Lula, preso em Curitiba. Quem assistiu ao julgamento do Tribunal Superior Eleitoral que impugnou a candidatura de Lula testemunhou de forma cristalina a fala de seu advogado de defesa dizendo que a partir daquela data o presidiário não apareceria na campanha.

No caso da candidatura ao governo, todos os eleitores estranharam que a histórica movimentação de Décio Lima, do PT e seus seguidores, sempre empunhando bandeiras vermelhas e ostentando a estrela do partido, esteja sendo escondida desde o primeiro programa.

Passar pelo “Novo” e subtrair o símbolo e a cor do partido não deixam de ser formas de manipular o eleitor menos avisado ou desconstruir o processo democrático, fortalecido pelo exercício do voto.           

Novas tecnologias

O Mercoagro 2018, que se encerra hoje em Chapecó, teve como maior destaque este ano os estandes das empresas que apresentaram novas tecnologias. A previsão dos organizadores é de negócios de mais de US$ 160 milhões. Máquinas de última geração e novos equipamentos para agilizar as exportações de carnes são as maiores atrações.

Fisco

Uma nova etapa da Operação Tio Patinhas será executada pela Delegacia da Receita Federal em Florianópolis. Focalizará os contribuintes que não reduziram ou não justificaram os valores indicados de “dinheiro em espécie”nas declarações de renda das pessoas físicas. No primeiro momento, os declarantes puderam efetuar as retificações ou justificar os montantes existentes em espécie. A partir de agora serão identificados os casos de fraude.

Amoedo

Acompanhado do técnico Bernardinho, chega hoje a Santa Catarina o candidato do Partido Novo, João Amoedo. Terá um almoço no Lagoa Iate Clube e depois vai proferir palestra no Mampituba, em Criciúma, sobre “O novo Brasil que queremos”.  Seu discurso tem empolgado muitos eleitores catarinenses.  Não aceita fundo eleitoral e defende reformas reais no Estado brasileiro.

Leia também:

Moreira diz que entregará SC melhor do que herdou, mas que situação será difícil

Deixe seu comentário:

publicidade

Florianópolis
© 2018 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2018 NSC Comunicação