nsc
    nsc

    Joinville

    Líder do PSL cobra Carlos Moisés por repasses ao Corpo de Bombeiros

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    05/12/2019 - 14h41 - Atualizada em: 05/12/2019 - 14h47
    Deputado Sargento Lima
    Foto: Alesc/Divulgação

    O líder do PSL, deputado Sargento Lima cobrou do governo Carlos Moisés da tribuna da Assembleia Legislativa o repasse de R$ 6 milhões para o Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville.

    Aquela unidade atende mais de 50 municípios da região e é algo que todos os governos anteriores têm feito. Listou 23 tratativas entre a entidade e o governador ou secretários desde 3 de janeiro para firmar o convênio, que ainda não recebeu nem a primeira das duas parcelas acertadas.

    Depois, pediu desculpas pela crítica feita na véspera ao prefeito Udo Döhler por Joinville não ter aderido ao programa Recuperar, para manutenção de rodovias estaduais. Seriam R$ 403 mil mensais para a região Norte assumir reparos que deveriam ser feitos pelo Estado.

    Agora eu concordo com o prefeito Udo. É preciso ter uma base sólida para assumir um compromisso, e tudo indica, com base no convênio dos Bombeiros, que o município absorveria um encargo e não receberia o repasse”.

    O parlamentar tirou a carteira do bolso e disse que o governo “só quer isso de Joinville”, referindo-se ao município que arrecada quase um quarto dos impostos em SC.

    Leia as últimas notícias políticas no NSC Total​ Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas