publicidade

Navegue por
Moacir

Economia

Presidente da Faesc quer missão urgente à Arábia Saudita

Compartilhe

Por Moacir Pereira
22/01/2019 - 17h29 - Atualizada em: 23/01/2019 - 07h21
Frigorífico de frangos
Árabia Saudita suspendeu a importação e frango de pelo menos 5 frigoríficos brasileiros
(Foto: )

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina, José Zeferino Pedroso, está neste momento em Brasília reunido com empresários do setor agrícola avaliando medidas para neutralizar as consequências da decisão da Arábia Saudita de suspender a importação de carne de frango de várias empresas brasileiras. Duas delas estariam em Santa Catarina, segundo as primeiras informações: BR-Foods e JBS.

Zezo Pedroso já está sugerindo à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, uma missão urgente à Arábia Saudita para obter informações sobre as causas da suspensão da importação, com adoção de imediatas medidas para tentar restabelecer as compras.

Não há informações sobre as causas da decisão repentina. Em Brasilia, foi descartada a hipótese de ter sido represália dos árabes em função da decisão do presidente Jair Bolsonaro de transferir a Embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém

Em Chapecó, contudo, empresários e autoridades anteciparam informações, dizendo que os motivos para o cancelamento das importações são essencialmente técnicos. Esses critérios estariam relacionados com o processo de abate e produção do frango griller, segundo os padrões estabelecidos pelo islamismo.

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, também está no gabinete da ministra da Agricultura para tratar do problema. Com ele se encontra o ex-deputado Odacir Zonta, assessor da Fiesc para assuntos agrícolas.

Nesta quarta-feira (23), em São Paulo, a ABPA realizará uma reunião para avaliar as decisões dos árabes e as providencias a serem tomadas.

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação