nsc
    nsc

    Política

    Saída de Bolsonaro do PSL deve impactar a política de SC

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    12/11/2019 - 08h14 - Atualizada em: 12/11/2019 - 09h54
    (Foto: Alan Santos/PR)
    (Foto: Alan Santos/PR)

    O presidente Jair Bolsonaro confirmou a desfiliação do Partido Social Liberal, fato que terá repercussão em todo o Brasil, especialmente, aqui em Santa Catarina, pelas divergências do governador Moisés da Silva com o bolsonarismo.

    A conferir se Bolsonaro vai se inscrever em alguma legenda já existente no cenário político ou se cogita de criar um novo partido, o que está sendo visto como mais provável.

    Este encaminhamento terá reflexos nas eleições municipais no Estado e tende a influir diretamente a composição partidária da Assembleia Legislativa.

    Pelas últimas manifestações, Jair Bolsonaro conta aqui no Estado com quatro dos seis deputados estaduais e três dos quatro deputados federais. 

    O governador Moisés tem sinalizações de integrarem seu grupo o deputado federal Fabio Schiochet, presidente estadual do PSL, em Brasilia; além dos deputados Ricardo Alba e Coronel Mocellin na Assembleia Legislativa.

    A saída de Bolsonaro do PSL tende a esvaziar os projetos dos seguidores em Santa Catarina. Alba e Mocelin, por exemplo, serão candidatos nas eleições de 2020. Alba em Blumenau e Mocelin em Joinville.  

    Sem o respaldo de Bolsonaro, perdem discurso e apoio presidencial.

    Na última visita a Santa Catarina, o deputado Eduardo Bolsonaro, líder na Câmara Federal, deixou claro o isolamento do governador de Santa Catarina. 

    A conferir se Moisés ficará no PSL, como anuncia, e que força parlamentar o partido terá no Estado. Ele foi totalmente beneficiário do 17 do PSL e de Bolsonaro nas eleições de outubro.

    Ouça o comentário: 

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas