publicidade

Navegue por
Moacir

Polêmica

STF: no banco dos réus

Compartilhe

Por Moacir Pereira
18/03/2019 - 05h00 - Atualizada em: 18/03/2019 - 05h00
arquivo pessoal
arquivo pessoal

Uma mobilização inédita de protesto contra ministros do Supremo Tribunal Federal começou a ganhar corpo em Florianópolis e vem se espalhando pelo resto do Brasil. Os cartazes e as faixas exibidos pelos manifestantes tinham como principal alvo o ministro Gilmar Mendes, considerado o protetor dos corruptos no STF, o que mais libera os réus presos em flagrante por crimes do colarinho branco ou contra o a administração pública e o que mais defende a impunidade.  Mas não faltaram críticas também aos ministros Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, notórios advogados de petistas envolvidos em corrupção; o primeiro escreveu uma página triste na história da Suprema Corte ao rasgar a Constituição Federal na votação do impeachment de Dilma Rousseff, escandalizando a nação que a tudo assistia pelas redes de televisão; o segundo, pela soltura de líderes partidários já condenados e pela última decisão de instaurar inquérito sigiloso, de caráter meramente corporativo, com tom de ameaça contra políticos, lideranças, imprensa e os que criticam atitudes condenáveis de ministros. Investigação secreta – enfatize-se – sem fato determinado, sem objetivos definidos e sem indicações de autoria de delitos. É triste registrar que, depois de salvar o Brasil das garras do bolivarianismo desastroso e sanguinário, com o julgamento do mensalão, o Supremo se curve diante de pressões ilegítimas e afronte a nação com decisões que ofendem o Brasil e os brasileiros. Esta postura de alguns ministros do Supremo causa prejuízo em outros Tribunais Superiores, como se tem registrado exaustivamente nas redes sociais. O Supremo no banco dos réus é fato inédito na história do Brasil.

O protesto

Uma prévia da manifestação popular contra o Supremo Tribunal Federal no dia 7 de abril, em todo o Brasil, aconteceu ontem, na frente da Justiça Federal, em Florianópolis. Liderado pelo Movimento Vem Pra Rua, contou com o apoio anunciado de seis outras organizações que se intitularam conservadoras ou de direita. Palavras de ordem contra o STF e adjetivos nada elogiosos contra vários ministros marcaram o protesto.

Homenagem As principais entidades empresariais de Joinville e de Santa Catarina promovem hoje, na Sociedade Harmonia Lyra, um jantar em homenagem ao presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar. É ato de reconhecimento pela atuação do principal líder do setor industrial catarinense, um engenheiro que se projetou na construção civil e ganhou destaque e prestígio como vice-presidente da Fiesc e, sobretudo, como presidente da Câmara de Logística e Infraestrutura. 

TRF: 30 anos Com a inauguração, nesta segunda-feira, do Prédio Ministro Teori Zavaski e palestra do desembargador Thompson Flores, sobre “O julgamento de Nuremberg”, em Porto Alegre, iniciam-se as celebrações dos 30 anos de instalação do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Um tribunal que honra a toga, tem magistrados que dão prestígio à Justiça e desembargadores catarinenses do mais alto nível. 

Guidi fica O Tribunal Superior Eleitoral garantiu o mandato do deputado federal Ricardo Guidi, do PSD. Julgando recursos do Ministério Público Eleitoral, Diretório Estadual do PSD e do próprio parlamentar, o ministro Admar Gonzaga Neto decidiu pelo deferimento. Os recursos foram contra a última decisão do TRE catarinense, que validou os 491 votos da candidata Ivana Lais da Conceição, do PT. Com isso, a ex-deputada Ana Paula Lima, do PT, somaria mais votos do que Guidi. Com a decisão do ministro Admar Gonzaga Neto, o deputado federal do PSD tem garantida a permanência do mandato. Atuaram em defesa de Guidi os advogados Alessandro Abreu e Luiz Magno Bastos Junior. Pelo PT, o advogado Márcio Luiz Silva.

Reforma Governador Carlos Moisés da Silva participou, em Belo Horizonte, de reunião com governadores do Sul e do Sudeste, quando decidiram apoiar a reforma da Previdência, proposta pelo presidente Bolsonaro. Prometeram atuar junto a deputados federais e senadores dos seis Estados das regiões. A conferir se Moisés, Zema, Dória, Leite, Witzel, Amoedo, Casagrande, Leite e Ratinho têm alguma influência nos parlamentares.

SC em destaque Encerrado na Ponta Delgada, nos Açores, o Congresso Internacional de Antropologia, que reuniu mais de 200 participantes de 14 países, com grande cobertura das emissoras de TV e jornais de Portugal, Madeira e Açores. O evento foi organizado pelo catarinense Luiz Miltom Correia, do Instituto Histórico e Geográfico e professor visitante da Universidade de Salamanca, na qual realizou doutorado em história e antropologia. Outros catarinenses estiveram no congresso.

Cidadania Começam nesta segunda-feira as comemorações do aniversário de Florianópolis, com o lançamento, às 9h, pelo prefeito Gean Loureiro, do pacote de obras no valor de R$ 135 milhões. Na terça-feira, será retomada a duplicação da rua Antônio Edu Vieira, no Pantanal. No sábado, a Câmara confere o título de Cidadãos de Florianópolis a duas personalidades: o maestro Jeferson Della Roca e o procurador federal Georgino Melo e Silva. Homenagens mais do que merecidas.

MILHO Realiza-se nesta segunda-feira, em Chapecó, a Jornada Caminhos para a Integração Produtiva, entre Santa Catarina e a Argentina. Em debate, opções para compra do milho destinado aos criadores do Oeste.

PERDA Tiroleses de luto com o falecimento do empresário Fábio Dresch, do Treze Tílias Park Hotel. Era o filho mais velho do ex-prefeito Afonso Dresch.

Comunicação Assembleia geral da Associação Catarinense de Imprensa será realizada nesta segunda-feira, às 19h, para reforma estatutária e futuro do Memorial da Comunicação.

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação