Navegue por

publicidade

publicidade

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

Moacir Pereira

Mais Médicos: ditadura cubana revela caráter desumano com estúpida decisão

Por Moacir Pereira

17/11/2018 - 05h00

A estúpida  decisão da ditadura cubana, de cancelar abruptamente o programa Mais Médicos revela o caráter desumano dos regimes de exceção. Logo o governo de Cuba, que levou R$ 682 milhões do BNDES para construir o Porto de Mariel, que até hoje não produziu resultados e sobre o qual o regime castrista não pagou um único centavo. Quer dizer: governos petistas concederam uma fábula para os cubanos, sem qualquer retorno, quando poderiam aplicar em projetos de pequenas e médias empresas aqui no Brasil, com benefícios excepcionais para a população e a garantia de pagamento. Entenda como funciona o programa Mais Médicos O acordo revela a brutalidade imposta pelo governo cubano e a subserviência ideológica do lulopetismo. Primeiro: o governo do Brasil pagava R$ 11,6 mil por mês de salários aos médicos. E Cuba repassava apenas R$ 3 mil. Surrupiava 75% do valor total, numa expropriação da “mais valia” que revoltaria qualquer marxista. A ditadura cubana impôs, além disso, a proibição de os médicos virem com suas famílias. Claro, o regime é tão justo e bom que seus ditadores temiam evasão em massa. Criada a crise pelo retorno dos cubanos ficam dúvidas sobre a assistência médica às populações carentes. Está na hora de mudar a lei brasileira, impondo aos médicos recém-formados das universidades públicas um mínimo de retorno àqueles que viabilizaram e pagaram seus estudos. Cumpririam dois anos, remunerados, de serviços às comunidades do interior.   Mapa: veja em quais cidades de SC atuam os cubanos do Mais Médicos

Continuar lendo

Prefeito da Capital é aliado importante na retomada do Hotel Marina Ponta do Coral

Por Moacir Pereira

17/11/2018 - 04h30

Parque do Coral  O prefeito Gean Loureiro se tornou um aliado importante na retomada do projeto do Parque Hotel Marina Ponta do Coral. Tem incentivado o empresário Nelson Morais Filho, do grupo Hantei, a agilizar medidas para executar o moderno, ecológico, turístico e cultural projeto idealizado há oito anos por especialistas catarinenses, nacionais e até do exterior. 

Continuar lendo
Foto: Cristiano Estrela/Diário Catarinense

Ministro dos Transportes vem a Florianópolis fiscalizar as obras da Via Expressa

Por Moacir Pereira

16/11/2018 - 14h46

O ministro dos Transportes, Valter Casimiro, agendou visita a Santa Catarina na próxima terça-feira (20) para vistoriar as obras da Via Expressa de Florianópolis.De manhã, inaugura as obras da BR-282, entre Chapecó e Xanxerê, e lança o edital para as obras de recuperação de outro trecho da BR-282, entre Chapecó e São Miguel do Oeste, com investimento de R$ 158 milhões. A agenda foi organizada pelos deputados federais Jorginho Mello, Carmen Zanotto e Celso Maldaner.

Continuar lendo

Celestino Secco: o penta secretário do governo Amin

Por Moacir Pereira

16/11/2018 - 14h31

Gaúcho de Sertão, o professor universitário, secretário de Estado e deputado estadual Celestino Roque Secco, falecido hoje na Capital, teve presença marcante na vida pública de Santa Catarina, sendo um dos principais assessores do governador Esperidião Amin e da prefeita Angela Amin. Coordenou várias campanhas eleitorais do casal. Presidiu a União Parlamentar das Américas, dirigiu vários colegiados nacionais de secretários.  Desde 2006 afastou-se do casal Amin, por divergências políticas.  Nos últimos anos, decepcionado com a política e com os partidos, dedicou-se à vida privada, dedicando-se à filha Patrícia. Depois de estudar o básico no Rio Grande do Sul e São Paulo, transferiu-se para Florianópolis onde formou-se em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Concluiu Mestrado em Gestão do Desenvolvimento e Cooperação Internacional, pela Universidade Moderna de Lisboa, Portugal. O professor Celestino Secco exerceu o cargo de Técnico de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina; Chefe de Gabinete; Coordenador Geral; Membro do Conselho de Administração, das Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A (CELESC), da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN), do Conselho Estadual do Meio Ambiente de Santa Catarina (CONSEMA), do Conselho Estadual de Turismo de Santa Catarina, do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense. Na vida pública, acumulou cinco Secretarias de Estado no segundo governo de Esperidião Amin, em 1999, como secretário da Casa Civil.  Foi o primeiro Presidente do Conselho Nacional de Secretários de Estado de Administração (CONSAD), criado em 2000.  Em 2002, eleito com 32.446 votos, pelo PP, tomou posse como Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina e integrou a 15ª Legislatura (2003-2007). Durante o mandato, liderou a bancada de seu Partido na Casa. Presidiu a Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira (2005-2006), criou e executou o MBA em Auditoria Pública e o MBA em Ciência Política (ministrado pela UNIVALI, por processo licitatório) para os servidores da ALESC. Na área da Educação, foi Professor Universitário na Escola Superior de Administração e Gerência da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), e no MBA da Universidade Independente de Portugal. Integrou o Conselho Estadual de Educação, entre 1987 e 1992, o Conselho da Fundação UNIVALI, de 1999 a 2002, e a Comissão Permanente de Educação, Ciência, Cultura e Tecnologia da Confederação de Parlamentares das Américas.

Continuar lendo

Morre ex-deputado Celestino Secco

Por Moacir Pereira

16/11/2018 - 13h59

Faleceu nesta sexta-feira em Florianópolis o ex-deputado Estadual Celestino Secco, durante décadas um dos principais homens de confiança do governo Esperidião Amin. O velório acontecerá no Crematório Vaticano Florianópolis, a rua Pastor Willian Schiller, a partir das 16h. O corpo será cremado sábado às  10h. Leia as últimas notícias do Diário Catarinense  

Continuar lendo

Festa Açoriana de Santa Catarina começa nesta sexta

Por Moacir Pereira

16/11/2018 - 04h00

Começa nesta sexta, na Praça da Bandeira, em Porto Belo, a 25ª Festa Açoriana de Santa Catarina. São mais de 40 atrações culturais, exposições e espetáculos artísticos.  Um desfile de grupos folclóricos está marcado para este sábado. No domingo da missa, encontro de grupos que preservam a Festa do Divino, com as diferentes bandeiras (foto).   Genéricos Nestes 20 dias em que trata da transição catarinense, desde que foi eleito, o governador Carlos Moisés da Silva não concedeu nenhuma entrevista, blindou-se totalmente da imprensa. Só fala à rádio do governo, emite apenas "release", grava depoimentos oficiais e, no geral, ainda não se posicionou sobre nenhum dos problemas graves de Santa Catarina. Por enquanto, repete a retórica da campanha com temas genéricos.   O alerta O Sindicato dos Engenheiros Agrônomos (Seagro SC) emitiu nota advertindo a população catarinense sobre os riscos de perda de qualidade do sistema de fiscalização da defesa sanitária e de promoção do setor agrícola. Critica o governador Eduardo Pinho Moreira, que se negou a aprovar a reposição salarial de 1,69%, relativa ao INPS de dois anos. Alega que o impacto na folha será de apenas 0,03%. A negativa atinge os funcionários da Epagri, Cidasc e Ceasa.   Esculturas Instituto Internacional Juarez Machado, de Joinville, abrirá neste sábado, às 10h, o Festival de Esculturas Itinerantes.  Contará com obras de 26 artistas do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Ceará e Chile. Dois artistas de Santa Catarina marcam presença: Giovana Zimmermann e Pita Camargo. O Instituto Juarez Machado é visita obrigatória para catarinenses, brasileiros e estrangeiros que vão a Joinville.  Atualização

Continuar lendo

Fachin visita SC nesta quinta-feira

Por Moacir Pereira

15/11/2018 - 05h00

O relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, chega nesta quinta a Florianópolis, a convite do procurador-geral de Justiça, Sandro Neis. Na sexta, às 9h30, abre o Seminário do Ministério Público de Santa Catarina falando sobre “Direitos Sociais após 30 anos da Constituição Federal”. A segunda conferência, de Ana Paula Barcellos, tratará dos “Direitos Fundamentais e o Monitoramento das Políticas Públicas”.Luto na UnisulComunidade acadêmica do Sul catarinense está de luto pelo falecimento do professor José Müller, primeiro reitor eleito da Unisul. Tinha 82 aos e exerceu o magistério por mais de 55 anos. Nascido em Içara, formou-se em Ciências Econômicas e publicou vários livros. A reitoria da Unisul emitiu nota de pesar ressaltando suas qualidades e a qualidade de sua gestão.No alvoOutro tiro na mosca do presidente eleito Jair Bolsonaro, na escolha do novo ministro das Relações Exteriores. Diplomata de carreira do Itamaraty, o embaixador Ernesto Araújo proclamou:– Deixaremos de louvar ditaduras assassinas e desprezar ou mesmo atacar democracias importantes como EUA, Israel e Itália. Não mais faremos acordos comerciais espúrios ou entregaremos o patrimônio do povo brasileiro para ditadores internacionais. Atropelado

Continuar lendo

BR-101 Sul: pedágio polêmico

Por Moacir Pereira

15/11/2018 - 04h00

Na audiência que a ANTT realizará em Florianópolis na próxima segunda-feira, o Conselho Estratético de Infraestrutura, Transporte e Logística deverá propor a adoção do sistema de cobrança de pedágio free flow (fluxo livre) na BR-101 em Santa Catarina, sem as atuais praças para cobrança de tarifa dos usuários. Esta tese vem sendo defendida há anos pelo presidente da Fiesc, Mário Cezar de Aguiar, desde quando presidia a Câmara de Transporte da Federação. Um dos argumentos definitivos: somente 30% dos usuários da BR-101 norte pagam pedágio atualmente, segundo dados da concessionária. Se todos pagarem pelo sistema “free flow”, a tarifa cairá, a receita aumentará e a concessionária  poderá realizar os investimentos necessários. – O free flow poderia resultar em redução considerável dos custos para os usuários dos municípios do entorno das praças de pedágio que utilizam a rodovia para percorrer trajetos menores - enfatiza Aguiar. A polêmica foi retomada na reunião do conselhão, ontem na Fiesc, para tratar do edital de concessão do trecho sul da BR-101. Aquele percurso, com 220 quilômetros, foi concluído em 2014. Quer dizer, a ANTT, com este centralismo absurdo de Brasília, está levando quatro anos para realizar a concorrência. Neste período, a rodovia já se deteriorou em vários trechos e carece de maiores investimentos para conservação e restauração. De acordo com os estudos da ANTT, serão necessários mais de R$ 2,9 bilhões para manter o trecho sul em função de obras inadiáveis, como marginais, trevos de acesso, pistas de aceleração etc.. A Agência prevê quatro praças de pedágio. Lideranças do Sul querem apenas dois ou três. Os valores também são criticados. Os usuários precisam decidir: querem péssima estrada, insegura, em deterioração ou pagam pedágio justo com segurança e qualidade?   Leia também: Guedes força privatizações

Continuar lendo

Raquel Dodge visita Santa Catarina na próxima segunda-feira

Por Moacir Pereira

14/11/2018 - 16h21

Está confirmada para a próxima segunda-feira, dia 19 de novembro, a visita da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, a Santa Catarina. Participará, às 15h30, na sede do Ministério Público Federal (MPF) em Florianópolis do evento "MPF Cidadão - 30 anos", que celebra três décadas da promulgação da Constituição Federal.

Continuar lendo
Exibir mais
Moacir Pereira

Moacir Pereira

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação