Florianópolis

publicidade

Pancho

Deputados destinam R$ 3,4 milhões para saúde na região de Blumenau

Compartilhe

Por Pancho
12/01/2018 - 10h11 - Atualizada em: 12/01/2018 - 10h11

Por Lucas Paraizo, interino.

O orçamento impositivo aprovado pela primeira vez na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) para 2018 permitiu que cada um dos 40 deputados estaduais distribuam uma verba de R$ 5,7 milhões para cidades do Estado. As chamadas emendas parlamentares foram aprovadas no fim de 2017 e estão confirmadas no orçamento do governo para este ano. Obrigatoriamente, 50% das emendas de cada parlamentar precisam ser para saúde, o que vai representar um breve alívio para o setor.

Às prefeituras da chamada região metropolitana do Vale do Itajaí – que engloba Blumenau, Gaspar, Pomerode, Timbó e Indaial –, as emendas vão destinar cerca de R$ 3,4 milhões para o custeio de hospitais e investimentos em unidades de saúde. Conforme levantamento feito pela coluna, Blumenau vai liderar a lista com R$ 1,2 milhão, sendo que R$ 900 mil vêm de emendas da deputada Ana Paula Lima (PT) para a construção de dois postos de saúde. Gaspar e Pomerode devem receber cerca de R$ 660 mil cada; Timbó, R$ 450 mil; e Indaial, R$ 350 mil.

O dinheiro será repassado pelo Fundo Estadual de Saúde e a expectativa é de pagamento até abril. Hospitais como o Santo Antônio (Blumenau), Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Gaspar), Beatriz Ramos (Indaial), Oase (Timbó) e do Rio do Testo (Pomerode) devem receber verbas entre R$ 100 mil e R$ 300 mil para custeio das operações, mas há também verbas para postos de saúde e compra de equipamentos. Dos 40 parlamentares, 15 destinaram alguma emenda às cinco cidades – seis deputados do Vale do Itajaí e outros nove que têm base eleitoral em outras regiões.

Deixe seu comentário:

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação