Navegue por

publicidade

Pancho

Fiscalização

Mais de 900 cartões do transporte coletivo já foram bloqueados por fraude

Compartilhe

Por Pancho
11/10/2018 - 11h22 - Atualizada em: 11/10/2018 - 11h22
Câmeras foram instaladas junto aos leitores dos cartões
Câmeras foram instaladas junto aos leitores dos cartões. Foto: Luís C. Kriewall Filho, BD, 2/8/2018

Chegou a 900 a quantidade de cartões do sistema de transporte coletivo de Blumenau que já foram bloqueados por fraude desde agosto, quando começou a fiscalização por reconhecimento facial nos ônibus da cidade. A informação é do presidente do Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transportes de Blumenau (Seterb), Marcelo Althoff.

Siga Pancho no Facebook, Twitter e Instagram​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

O número impressiona a autarquia. Equivale a pouco mais de 6% dos 14 mil cartões de estudantes que há na cidade. Althoff diz que não imaginava que em tão pouco tempo chegaria a essa quantidade de fraudes flagradas no sistema. Isso que a fiscalização foi maciçamente divulgada nos meio de comunicação de Blumenau.

A fraude ocorre, principalmente, quando uma pessoa que pagaria passagem inteira usa um cartão destinado a estudante para pagar apenas metade do valor. Em grande parte dos casos os próprios pais usam o cartão do filho estudante.

O golpe é comprovado por meio de câmeras instaladas em todos os ônibus da cidade. Ela fotografa os usuários e o sistema compara com as fotos que estão registradas no cadastro da pessoa que foi beneficiada com cartão para estudante ou passe-livre. Quando a imagem não coincide, as pessoas são chamadas para prestar esclarecimentos junto ao Seterb e Blumob, empresa que presta o serviço na cidade.

Inicialmente o cartão é bloqueado por 30 dias. Na reincidência o bloqueio é de 60 dias e a cada uso indevido soma-se mais 30 dias.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação