nsc
    nsc

    Meio ambiente

    Transformar lixo em energia é um dos planos da prefeitura de Blumenau com concessões

    Compartilhe

    Por Pancho
    26/07/2019 - 11h18
    Aterro sanitário de Timbó
    Ideia é diminuir a necessidade de aterros sanitários. Foto: Patrick Rodrigues, BD, 05/08/2015

    Dos serviços e espaços que foram incluídos no pacote de concessões anunciado ontem pela prefeitura de Blumenau (leia nas páginas 6 e 7), chama a atenção um que não havia sido citado anteriormente e tem vital importância para a cidade. Estou me referindo à geração de energia a partir do lixo gerado pelo blumenauense, ou pelo menos à parte orgânica desse lixo, o que certamente não é pouca coisa.

    A ideia é permitir que uma empresa ou consórcio implante na cidade uma usina e use o lixo para gerar e vender energia elétrica. Consta que em Blumenau são recolhidos diariamente 160 toneladas por dia de resíduos orgânicos. Tudo isso vai hoje para o aterro sanitário de Brusque e a prefeitura paga para transportar e depositar esses resíduos no local.

    Evitar aterros sanitários e ainda gerar energia com isso é comum em muitos países mundo afora, mas não só lá. Bem perto daqui esse processo é quase realidade.

    Cimvi é exemplo na região

    Em breve a vizinha Timbó terá uma usina de biogás para transformar esses resíduos em energia elétrica e acabar com o aterro sanitário. Os equipamentos estão sendo licitados e a montagem e início da operação estão previstos para 2020.

    A usina será erguida em Timbó, mas vai atender 14 dos 15 municípios que fazem parte do Consórcio Intermunicipal do Médio vale do Itajaí (Cimvi). Nesse caso, tudo está sendo financiado pelas 14 prefeituras e a operação também estará sob responsabilidade do poder público.

    Demora, mas aos poucos vamos nos adequando aos novos tempos.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas