publicidade

Navegue por
Pedro

Empresas

Arrecadação de R$ 38 milhões em leilões da Sulfabril vai pagar dívidas de trabalhadores

Compartilhe

Por Pedro Machado
06/12/2018 - 18h32 - Atualizada em: 06/12/2018 - 18h35
Responsável pelo processo que envolve a falência da empresa, a juíza Quitéria Tamanini Vieira Peres pretende fazer um novo rateio aos antigos funcionários o quanto antes (Foto: Pedro Machado)

Os cerca de R$ 38 milhões arrecadados com a venda de três lotes de bens da Sulfabril – dois deles arrematados em leilão nesta quinta-feira – serão usados para quitar dívidas com trabalhadores. Como as compras foram parceladas, no entanto, não é todo este montante que entra imediatamente no caixa.

Cerca de 2,3 mil pessoas ainda têm 30% dos créditos a receber da massa falida, segundo a juíza responsável pelo caso, Quitéria Tamanini Vieira Peres. Os valores devidos ainda precisam ser atualizados.

Curta Pedro Machado no Facebook​​​

Leia mais notícias de Pedro Machado​​

Rateios a ex-funcionários estavam acontecendo todos os anos, sempre no mês de setembro, mas como a venda dos ativos feita em 2015 foi anulada pela Justiça – depois que o comprador da época deixou de pagar as parcelas da compra –, faltou dinheiro em caixa em 2018.

A expectativa da magistrada é organizar o processo e liberar uma nova parcela aos trabalhadores o quanto antes, mas ainda não há prazo para que isso aconteça.

Outro leilão

A boa notícia é que essa quantia deve subir. Há outros bens da Sulfabril que irão a leilão, em 2019. Alguns deles são de menor valor, como maquinários e móveis antigos, muitos já obsoletos e praticamente sem utilidade.

O que possivelmente deve atrair mais interesse é a marca de moda homônima, cujo valor ainda está sendo levantado. Ainda não está definido se eles serão leiloados em um pacote único ou de maneira separada.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação