nsc
nsc

Alimentação saudável

Blumenau pode ter Sacolão da Família nos terminais de ônibus

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
25/05/2021 - 06h00
Sacolão da Família
Modelo existe em Curitiba com frutas e verduras a preço único (Foto: Luiz Costa, SMCS Curitiba)

Terminais de ônibus de Blumenau podem abrigar bancas com frutas, verduras e hortaliças vendidas a preços populares. A ideia, inspirada no Sacolão da Família de Curitiba (PR), um modelo que também existe em outras cidades brasileiras, está sendo avaliada internamente pela Secretaria de Trânsito e Transportes (Seterb) a partir de uma provocação feita pelo vereador Alexandre Matias (PSDB). O parlamentar voltou a levantar a discussão na Câmara, a exemplo do que já tinha feito em 2019.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Na capital paranaense as unidades do Sacolão da Família estão localizadas em pontos de fácil acesso à população, incluindo terminais de ônibus. Por lá, frutas e hortaliças são oferecidas a um preço único, atualmente de R$ 2,49 o quilo. Segundo o município, é um valor no mínimo 40% mais baixo do que o aplicado no varejo tradicional. As unidades são administradas por permissionários da prefeitura, que podem cobrar até menos do que isso.

O modelo curitibano servirá de inspiração, mas como a realidade de Blumenau é bem diferente ainda é preciso analisar a viabilidade e a formatação da proposta. O secretário Fabrízio Barbieri diz que vai conversar com feirantes sobre a possibilidade. Mas ele já adianta que o município avalia a ideia com bons olhos por gerar emprego e renda.

Para a população que depende do transporte coletivo para se locomover, seria também uma oportunidade para comprar produtos mais saudáveis sem precisar sair do terminal, “salvando” uma passagem de ônibus, diz Matias. De quebra, a permissão de uso criaria uma fonte de receita que ajudaria a custear as estruturas.

A sugestão do parlamentar é que um projeto-piloto seja implantado no Aterro e na Fonte. São os terminais mais movimentados da cidade, por onde passam de 15 a 20 mil pessoas por dia. A estrutura de uma feira precisaria ser montada em uma área que não atrapalhasse a circulação de pessoas e o embarque e o desembarque de passageiros nos ônibus.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas