publicidade

Navegue por
Pedro

Mercadorias falsas

Blumenau renova termo de cooperação que prevê ações de  fiscalização contra a pirataria

Compartilhe

Por Pedro Machado
03/12/2018 - 18h07 - Atualizada em: 03/12/2018 - 18h08
Cerimônia aconteceu na tarde desta segunda-feira no Salão Nobre da prefeitura (Foto: Eraldo Schnaider, Divulgação)

A prefeitura de Blumenau renovou na tarde desta segunda-feira termo de cooperação com o Conselho Estadual de Combate à Pirataria (Cecop). O acordo prevê ações de capacitação de servidores e uma maior fiscalização do comércio de mercadorias ilegais e contrabandeadas na cidade.

No âmbito do município, a condução dos trabalhos fica a cargo do Conselho Municipal de Combate à Pirataria, órgão ligado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo (Sedec).

Curta Pedro Machado no Facebook​​​​​​​

Leia mais notícias de Pedro Machado​​​​​​

Não existe uma estimativa de quanto Blumenau deixa de arrecadar em tributos em função deste mercado paralelo. Mas números nacionais dão uma ideia do rombo causado pela prática nas contas públicas.

O Fórum Nacional Contra a Pirataria calcula que o país perdeu R$ 146 bilhões com pirataria em 2017. Este valor inclui prejuízos das empresas e do governo com a sonegação de impostos.

Para o presidente do Cecop, Jair Antônio Schmitt, não se trata apenas de um dinheiro que deixa de entrar no caixa da União, Estados e municípios – um agravante em tempos de cofres minguados.

A pirataria, acrescenta, também deixa de gerar empregos e prejudica o próprio consumidor, que adquire um produto de qualidade duvidosa, às vezes fruto de matérias-primas roubadas ou desviadas.

A pirataria, avalia Schmitt, ainda é um crime socialmente aceito. Mudar a mentalidade do consumidor é o maior desafio.

Aliás

A pirataria é algo tão prejudicial para algumas marcas que várias empresas já chegaram a montar estruturas internas especialmente para identificar produtos falsificados que circulam no mercado, caso da Dudalina.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação