nsc
nsc

Economia

Comércio de Blumenau promete descontos de até 70% na Black Friday

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
25/11/2020 - 09h34
Black Friday em Blumenau
No comércio de rua, lojistas têm autonomia para definir a política de descontos (Foto: Patrick Rodrigues)

Em um ano tão atípico para a economia, marcado por uma pandemia, qualquer data com apelo de vendas está sendo tratada com mais carinho pelo varejo do que o habitual. Com a Black Friday, nesta sexta-feira (27), não é diferente. Em Blumenau, a campanha mobiliza lojas de rua e shoppings. Alguns comerciantes já se anteciparam na divulgação e prometem descontos que, em alguns casos, podem chegar a 70%.

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) disponibilizou aos associados materiais de apoio para divulgação de ofertas nas redes sociais. As peças incentivam o consumo no comércio local e destacam que essa será "a Black Friday mais importante da história". Para o presidente Helio Roncaglio, é uma oportunidade para compensar as dificuldades trazidas pela crise sanitária.

— Isso para nós é uma arrancada para o Natal. É o momento em que todo mundo tem que aproveitar ao máximo, fazer o dever de casa para tentar trazer o cliente para dentro da loja — avalia.

A entidade não estabelece uma política de descontos, que fica a critério de cada comerciante. Mas sugere que os lojistas aproveitem o interesse do consumidor nas ofertas. De acordo com Roncaglio, para alguns segmentos a data representa um acréscimo de até 10% nas vendas na comparação com um período normal.

Os shoppings da cidade também estão investindo na ação – um levantamento da associação nacional do setor indica que 52% dos brasileiros aproveitarão a data para ir às compras. Mas terão de lidar com a mudança de classificação de risco do Médio Vale do Itajaí no mapa do coronavírus, que baixa de 70% para 50% a capacidade de público nesses estabelecimentos.

Nas lojas do Neumarkt e do Norte, ambos do Grupo Almeida Jr, as promoções serão estendidas: começam nesta quarta-feira (25) e vão até domingo (29). Os descontos podem chegar a 70%. A principal aposta é no AJPlace, o recém-lançado marketplace do grupo, que tem ofertas exclusivas para a plataforma e reúne mais de 50 mil produtos.

No Park Europeu, as lojas vão oferecer descontos de até 50%, informa a direção do empreendimento. A promoção também não se limitará à sexta-feira - que terá atendimento ampliado, das 9h às 23h - e seguirá para o fim de semana.

Atenção nas compras online

O Procon de Blumenau já começou a fiscalizar lojas físicas da cidade, verificando se os descontos são reais, diz o coordenador do órgão, Marcelo Schiliró. A ideia é inibir o famoso "tudo pela metade do dobro" – quando as lojas aumentam os preços na véspera da Black Friday e maquiam as ofertas.

O risco maior, no entanto, está nas compras feitas pela internet, avalia Schiliró. Ele orienta que os consumidores façam pesquisas antecipadamente, para verificar se os preços oferecidos hoje são realmente menores do que ontem, e se atentem a valores muito baixos. Normalmente eles vêm de sites de origem duvidosa, criados para capturar dados de gente que se deixa seduzir por uma "oferta imperdível".

Tirar um print screen da tela de compra, que pode ser usado como prova posteriormente, e não fornecer dados pessoais – sites confiáveis nunca pedem a senha do cartão de crédito, por exemplo – são outras regras de ouro no comércio eletrônico. Se o anúncio soa irresistível e estampa uma marca famosa, entrar no site oficial dessa loja ou empresa e comprovar se os preços batem é impreterível. Muitas vezes banners de redes sociais se utilizam do prestígio de uma grife como isca para aplicar golpes.

Outro alerta feito por Schiliró é sobre prazos, políticas de troca e valores do frete. É importante verificar se ele é compatível, já que há casos em que o desconto do produto é transferido para o custo de entrega. No caso de aparelhos eletrônicos, o consumidor também deve ficar atento à voltagem. Equipamentos de 110V, por exemplo, podem estar bem mais baratos, mas não servem se você estiver em um local onde só funcionam produtos de 220V.

Para dúvidas ou denúncias, o Procon de Blumenau disponibiliza um número de WhatsApp: (47) 9 9920-0083.

Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas