nsc
    nsc

    Economia

    Coronavírus em SC: empresários voltam a pressionar governo por reabertura do comércio

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    07/04/2020 - 15h10 - Atualizada em: 07/04/2020 - 15h16
    Reunião do Cofem
    Representantes de federações empresariais participaram de videoconferência nesta terça-feira (Foto: Divulgação)

    Em reunião na tarde desta terça-feira (7), entidades empresariais de Santa Catarina voltaram a pressionar o governo do Estado pela reabertura imediata do comércio. Federações como a das indústrias (Fiesc), do comércio e serviços (Fecomércio), da agricultura (Faesc), de transportes (Fetrancesc), das associações empresariais (Facisc), de dirigentes lojistas (FCDL) e de micro e pequenas empresas (Fampesc) defendem a liberação das atividades a partir da criação de normas rígidas de segurança.

    > ​​​​Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    A manifestação, unânime, foi feita no encontro (a distância) diário de um grupo de trabalho criado pelo Estado que avalia justamente a retomada da normalidade da economia catarinense. Esse comitê analisa o que volta a funcionar, quando e como isso vai acontecer.

    O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem), que engloba todas essas entidades, manifestou preocupação especial com empresas de pequeno porte e as dificuldades de caixa para honrar compromissos financeiros, como pagamento de salários dos funcionários. O grupo também cobra que o governo apresente os critérios técnicos que levaram à liberação de outros setores.

    O governador Carlos Moisés disse, na noite de segunda-feira (6), que o comércio geral não deve ser retomado nesta semana e também deu a entender que ainda não há prazo para que todas as atividades sejam liberadas.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas