publicidade

Navegue por
Pedro

Infraestrutura

Governo federal estuda fazer concessão da BR-470 antes do fim da duplicação

Compartilhe

Por Pedro Machado
11/02/2019 - 18h11 - Atualizada em: 11/02/2019 - 18h11
Sinalização foi dada ao presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar (D), em reunião no Ministério da Infraestrutura (Foto: Alberto Ruy, MInfra, Divulgação)

A possibilidade de a BR-470 ser repassada à iniciativa privada via concessão antes do término da duplicação está sendo considerada pelo novo governo federal. Pelo menos foi o que ouviu o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, em reunião na sexta-feira com o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

O líder empresarial também questionou se não haveria risco de judicialização, por se tratar de uma obra cujo contrato está em execução. Recebeu como resposta que já há outras experiências do tipo no país.

Na agenda em Brasília, Aguiar pediu atenção do governo federal aos gargalos logísticos do Estado, principalmente os relacionados a rodovias.

O presidente da Fiesc saiu animado do encontro. Já tem reunião pré-agendada com o ministro Tarcísio Freitas para março e nos próximos dias quer juntar o Fórum Parlamentar Catarinense para reforçar junto à nova bancada do Estado no Congresso as demandas do setor produtivo ligadas à infraestrutura.

Educação do futuro

Missão empresarial formada por representantes do Sistema Fiesc foi à Europa buscar parcerias para a educação profissional e formação de professores. A agenda incluiu visitas a universidades da Inglaterra, Itália e França. Um dos focos são as novas tecnologias trazidas pela indústria 4.0.

Crédito

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) quer recuperar parte dos recursos de financiamentos não pagos pelos clientes, sejam eles empresas ou pessoas físicas. Lançou edital para vender sua carteira de créditos não executados – são 902 contratos com prejuízos –, com valor mínimo de R$ 25,6 milhões.

Pesquisa científica

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) lançou chamada pública para formar parcerias científicas entre pesquisas catarinenses e de instituições do Reino Unido. As áreas abrangidas incluem ciências naturais, engenharia, ciências médicas e sociais e humanidades. Três projetos serão selecionados e receberão aporte de R$ 15 mil cada.

Capitais

Operações de empresas brasileiras no mercado de capitais movimentaram R$ 7,4 bilhões em janeiro, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). O resultado representa queda de 22,6% em relação ao ano passado. O número de operações também caiu, de 47 para 29 no período.

Decolagem

Agora secretário no governo de São Paulo, o ex-ministro Vinicius Lummertz projeta geração de cerca de R$ 7 bilhões na economia paulista com um programa de estímulo ao turismo que engloba redução do ICMS para querosene na aviação, reduzindo custos com combustível e abrindo espaço para a criação de mais voos para o Estado. Companhias aéreas e o trade já chegaram a fazer reivindicação semelhante para Santa Catarina.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação