nsc
    nsc

    Educação

    Novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli já deu aulas em Blumenau

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    27/06/2020 - 08h29 - Atualizada em: 27/06/2020 - 08h49
    Carlos Alberto Decotelli
    Decotelli foi anunciado na quinta-feira para o cargo (Foto: Marcello Casal Jr., Agência Brasil)

    Se para a maioria das pessoas Carlos Alberto Decotelli era um ilustre desconhecido até ser alçado ao topo do Ministério da Educação pelo presidente Jair Bolsonaro na última quinta-feira (25), muita gente em Blumenau não diria o mesmo. O nome da cidade está gravado na trajetória acadêmica do novo ministro: ele deu aulas em cursos de pós-graduação na Furb e também no Instituto de Ensino e Pesquisa Valor Humano, sempre na área financeira.

    Decotelli não chegou a ser contratado como docente da universidade, mas há registros de que ele tenha atuado de maneira terceirizada. O hoje professor do curso de Economia da Furb Ralf Marcos Ehmke conta que foi aluno do novo ministro em meados da década de 1990 em uma pós-graduação em Finanças, fruto de um convênio com a Fundação Getulio Vargas (FGV). Era uma época em que cursos desse tipo eram mais escassos.

    Ehmke diz que Decotelli conhece bem a região e as faculdades locais e o classifica como um “baita professor”, de perfil calmo e didático – bem diferente do polêmico antecessor Abraham Weintraub:

    — Ele tinha o comportamento de um gentleman.

    Com longa trajetória acadêmica e um dos idealizadores do Instituto Valor Humano, o professor Saul Alcides Sgrott diz conhecer Decotelli há 25 anos. O novo ministro coordenou um curso de pós-graduação do instituto junto à Caixa Econômica Federal na área de análise de crédito e também lecionou para alunos de um MBA em Gestão de Crédito em Blumenau. Para Sgrott, Decotelli “é um professor nota 10”:

    — Dos alunos que tiveram aula com ele, garanto que todos elogiaram.

    O currículo de Decotelli disponível na plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) cita Blumenau na lista de cidades onde ele já deu aulas. A relação ainda inclui outros municípios do Vale, como Itajaí e Balneário Camboriú.

    Apesar de recém-promovido ao cargo de ministro, Decotelli já teve o nome envolvido em polêmica após o reitor da Universidade Nacional de Rosario, na Argentina, ter afirmado que ele não obteve o título de doutor pela instituição, ao contrário do que dizia seu currículo.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas