nsc
    nsc

    Turismo

    Projeto que obriga ônibus de turismo em Pomerode a contratar guias será arquivado

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    29/11/2019 - 10h12
    Portal de Pomerode
    Foto: Divulgação

    Valeu a pressão de entidades ligadas ao trade turístico. Em decisão unânime tomada em reunião nesta quinta-feira (28), o Conselho Municipal de Turismo de Pomerode se posicionou de forma contrária a um projeto de lei apresentado pela prefeitura que obrigaria ônibus e vans de turismo que entram na cidade a contratarem guias para atender os turistas.

    O prefeito Ércio Krieck (DEM) havia confirmado à coluna que o Executivo retiraria o projeto de pauta se houvesse deliberação contrário por parte do Conselho. Com isso a proposta deve ser engavetada no Legislativo. A Procuradoria Jurídica da Câmara de Vereadores também já tinha recomendado a rejeição do texto por entender que havia vícios de inconstitucionalidade.

    O projeto gerou polêmica porque, se aprovado, criaria gastos extras a visitantes interessados em conhecer Pomerode, o que poderia afugentar os turistas, segundo entidades ligadas ao trade local. Em ofício enviado à prefeitura, a Associação Empresarial (Acip) chegou a informar que o impacto financeiro variaria de R$ 10 a R$ 40 por pessoa. Este seria o custo adicional para a contratação de um guia profissional.

    A Associação Visite Pomerode (Avip) foi outra entidade que se mobilizou contra a proposta, que também previa que todos os ônibus e vans passassem por fiscalização ao entrar na cidade, o que geraria mais custos ao município e perda de tempo aos turistas.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas