nsc
nsc

Desenvolvimento tecnológico

Reunião em Florianópolis define próximos passos do Centro de Inovação de Blumenau

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
23/01/2019 - 08h17 - Atualizada em: 23/01/2019 - 08h27
Estrutura básica está praticamente pronta (Foto: Pedro Machado)

O comitê de implantação do Centro de Inovação de Blumenau acompanhará a distância uma importante reunião marcada para esta quarta-feira, em Florianópolis, entre representantes das secretarias de Desenvolvimento Econômico Sustentável e da Fazenda do governo do Estado. A expectativa é que do encontro saia uma definição sobre a fonte dos recursos necessários para terminar a obra. A construtora responsável por erguer a estrutura está finalizando os trabalhos, agora concentrados nos acabamentos internos. Esta parte já foi quitada.

Ainda existem três pendências a serem resolvidas. A primeira é a compra do mobiliário, que já estaria encaminhada por parte da SDS. Outra diz respeito a divisórias que serão instaladas em alguns dos pavimentos. Em terceiro lugar, aparece parte da infraestrutura de tecnologia, que inclui alarmes e câmeras. Toda essa conta giraria entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões. A reunião de hoje deve bater o martelo ou ao menos sinalizar a origem da verba para custear os dois últimos itens.

A resolução desses pontos é crucial para estabelecer uma previsão de inauguração do prédio ao lado do campus 2 da Furb. Enquanto isso não é definido, integrantes do comitê de implantação estão promovendo visitas técnicas para mostrar a obra a potenciais parceiros. Nesta terça-feira foi a vez de uma comitiva do Sebrae, liderada pelo novo superintendente do órgão em Santa Catarina, Carlos Henrique Ramos Fonseca, visitar o local.

O Centro de Inovação terá um espaço exclusivo para startups, aceleradora de negócios, auditório e coworking. Também está em curso um trabalho de prospecção junto a instituições financeiras e de fomento ao empreendedorismo para que elas mantenham escritórios no local. Empresas de áreas mapeadas pelo Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico Municipal de Blumenau (Pedem) – notadamente dos segmentos têxtil, de saúde, metalomecânico e tecnologia – estão sendo convidadas para ali montar estruturas de pesquisa e desenvolvimento.

A vinda desses agentes, mediante locação de espaços, ajudaria a custear a manutenção do prédio, cuja gestão ficará a cargo do Instituto Gene.

Deixe seu comentário:

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Últimas do colunista

Loading interface...
Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas