nsc
    nsc

    Infraestrutura

    Sem Blumenau, municípios do Médio Vale decidem aderir ao projeto Recuperar

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    03/12/2019 - 21h04 - Atualizada em: 03/12/2019 - 22h09
    Rodovia
    Proposta do governo é repassar recursos para que consórcios regionais façam a manutenção das estradas do Estado (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

    Dez municípios do Médio Vale do Itajaí manifestaram, em ofício enviado nesta terça-feira (3) à Casa Civil de Santa Catarina, interesse em formalizar convênio com o governo do Estado para manutenção de rodovias estaduais por meio do Projeto Recuperar. Integram a lista as prefeituras de Benedito Novo, Botuverá, Doutor Pedrinho, Ilhota, Indaial, Luiz Alves, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio e Timbó. O documento ainda cita que as cidades de Apiúna, Ascurra e Guabiruba não seriam abrangidas por não terem estradas estaduais em seu território.

    A única exceção da região foi Blumenau. O prefeito Mario Hildebrandt (sem partido) também preside a Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi) e sempre teve um pé atrás com o projeto. A proposta do governo é repassar recursos para que consórcios regionais façam a recuperação e a manutenção das rodovias, sob o argumento de que os municípios sabem melhor quais são as urgências.

    Em agosto, Ammvi e o Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (Cimvi) divulgaram nota conjunta dizendo que ainda estavam estudando o modelo. A grande preocupação dos prefeitos, na época, era assumir uma nova atribuição, que é do Estado, sem a garantia de que o dinheiro fosse suficiente para custear a manutenção das estradas. Aparentemente a maioria mudou de ideia.

    Segundo Hildebrandt, reunião recente da Ammvi definiu que os municípios da região estariam livres para negociar a adesão ou não ao Recuperar. Ele soube pela coluna que todas as demais cidades do Médio Vale optaram pelo programa. Sobre a não participação de Blumenau, ele mantém a opinião de que os valores propostos seriam insuficientes e que a responsabilidade pela manutenção das rodovias deveria permanecer com o governo do Estado.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas