nsc
nsc

Inovação

Vale do Itajaí ganha 300 novas empresas de tecnologia em 2019, mostra estudo

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
12/08/2020 - 09h37
Empresa de tecnologia
Estudo da Acate mostra que segmento encerrou 2019 com 3.322 empresas na região (Foto: Pedro Machado, BD)

O ecossistema de inovação do Vale do Itajaí ganhou cerca de 300 novas empresas ao longo de 2019. Relatório de indicadores do setor de tecnologia do Estado, apresentado nesta terça-feira (11) pela Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), mostra que a região fechou o ano passado com 3.322 companhias nesta área, crescimento de 9,5% em relação a 2018 (3.033).

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

Juntas, essas empresas tiveram faturamento de R$ 3,2 bilhões, o equivalente a 18,1% do total do segmento no Estado. Mesmo com mais negócios, o dado representa queda em relação ao mesmo estudo da Acate com dados de 2018, que apontavam receita de R$ 3,4 bilhões.

A Caravela, empresa que fez a produção técnica da pesquisa, diz que um fator que contribuiu para o aumento do número de empresas, mas queda na receita do Vale, foi a inserção de mais atividades econômicas no setor de tecnologia. Isso teria, na metodologia de cálculo utilizada, diminuído o faturamento médio por companhia e, por consequência, o faturamento total.

O levantamento mostra ainda que o Vale tem 6,3 mil empreendedores na área e 10,8 mil colaboradores, dados que, em Santa Catarina, o colocam atrás apenas da Grande Florianópolis. Em 2019, o segmento gerou 812 novos empregos na região (saldo entre contratações e demissões).

Em todo o Estado, o setor faturou R$ 17,7 bilhões em 2019, alta de 12,1% frente o ano anterior, gerou 3,4 mil novas vagas de trabalho e já representa 5,9% do Produto Interno Bruto (PIB) catarinense. O segmento ultrapassou Minas Gerais e Rio de Janeiro e se tornou o quarto maior polo tecnológico do país, segundo os números da Acate. O ecossistema estadual reúne 80 mil pessoas, entre empreendedores e colaboradores, e 12,1 mil empresas.

— O setor de tecnologia (catarinense) representa, isoladamente, mais do que o PIB de estados inteiros da nossa nação. A gente fica na frente do Acre, Amapá e Roraima — destacou o presidente da Acate, Iomani Engelmann Gomes. 

Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas