publicidade

Navegue por
Puchalski

Semana termina com calor em SC

Compartilhe

Por Puchalski
08/02/2019 - 05h41 - Atualizada em: 08/02/2019 - 07h07

A massa de ar seco que trouxe a presença do sol nos últimos dias em Santa Catarina continua influenciando o tempo. Na quinta-feira, percebemos que aos poucos as temperaturas voltaram a subir ao longo da tarde, já com máximas passando dos 32°C em alguns poucos pontos do estado. Abaixo as sete maiores temperaturas registradas ontem:

33,5°C Pinheiro Preto

33,1°C Itapiranga

33,1°C Caibi

32,0°C Joinville

32,0°C Blumenau

31,5°C Águas Mornas

31,4°C Araranguá

Dados: Ciram/AlertaBlu

O que podemos dizer é que nesta sexta-feira as temperaturas seguem em elevação, e vai ser assim nos próximos dias.

Durante a tarde as máximas já podem alcançar picos entre 30°C e 33°C em um número maior de cidades catarinenses. Aos poucos, o vento vai começar a soprar de Nordeste, ajudando na elevação das temperaturas e começando a trazer uma pequena sensação de abafamento.

.
Máximas passam dos 30°C em boa parte de SC nesta sexta-feira (08).
(Foto: )

O sol também aparece e até predomina em boa parte das cidades. No fim do dia, por consequência do calor, há chance para pancadas de chuva, típicas de verão, em algumas poucas cidades do Litoral e do Vale do Itajaí.

FIM DE SEMANA APROVEITÁVEL AO AR LIVRE

Pra quem pretende aproveitar os dois próximos dias ao ar livre, pode ir se programando. A previsão é que tanto o sábado quanto o domingo tenham sol e temperaturas mais altas, trazendo dois dias quentes a SC.

Apesar disso, é preciso ficar atento aos finais de tarde, pois teremos condições propícias para pancadas de chuva, típicas de verão. Deve ser uma chuva bem isoladas, em poucos lugares mesmo, mas onde aparece pode vir com raios, trovoadas, rajadas de vento e até granizo.

CUIDADOS NA EXPOSIÇÃO AO SOL

Quem for aproveitar esses dias ao ar livre, fique atento ao uso do protetor solar. Sempre que o céu está mais limpo, com poucas nuvens, a radiação UV tende a alcançar índices elevados/extremos. Uma pessoa de pele branca, por exemplo, pode adquirir um eritema (vermelhidão) na pele em apenas 10 minutos de exposição direta ao sol, se não estiver fazendo o uso de nenhum protetor/bloqueador solar.

Postado por:

Bianca Souza - Técnica em Meteorologia

Fonte: Ciram

Deixe seu comentário:

Leandro Puchalski

Puchalski

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação