nsc
    nsc

    publicidade

    Poder

    A liberdade de Lula é boa para Bolsonaro

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    08/11/2019 - 23h10 - Atualizada em: 08/11/2019 - 23h27
    Lula deixa a prisão na PF em Curitiba (Foto: Ernani Ogata/Código 19/Folhapress)
    Lula deixa a prisão na PF em Curitiba (Foto: Ernani Ogata/Código 19/Folhapress)

    Minha leitura é simples. Lula solto vai fazer aquilo que mais fez na vida, política. Vai rodar o Brasil, dar entrevistas sem parar, criticar Bolsonaro e reforçar a narrativa de ameaça à democracia. Não poderá ser candidato em 2022, é ficha suja. Mas Lula na rua, faz barulho e foi capaz de eleger até poste, como Dilma, de pouca expressividade política, até virar ministra, mãe do PAC e o resto é história. É claro que o cenário é outro. O país vivia um bom momento econômico e foi antes do PT sofrer o desgaste por corrupção escancarado pela Laja Jato.

    Lula deve colar em Haddad ou outro representante da esquerda para tentar colocá-lo no planalto. Lula no cenário significa aumentar a temperatura pela sucessão em 2022. Lula de volta ao cenário é bom politicamente ao presidente Jair Bolsonaro. Quem mais representa o antipetismo/lulismo do que ele?

    Vamos imaginar o seguinte cenário: país voltando a crescer, mesmo que em patamar tímido, 1,5 ou 2%, mas crescendo. Discurso de Bolsonaro será de que o país foi colocado no trilho, que pegou Brasil quebrado, as reformas foram feitas e o crescimento econômico foi retomado. Será dito que o PT foi a desgraça maior para aprofundamento da crise econômica e que ele é o único capaz de evitar a volta do partido da bandeira vermelha estrelada. Será corda esticada e com tensão permanente, ruim para os debates realmente importantes, mas bom para quem luta pelo poder num ambiente polarizado. Vale para o PT e vale também para o presidente Jair Bolsonaro, dentro ou fora do PSL.

    Deixe seu comentário:

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    publicidade