nsc
nsc

Julgamento

Carlos Moisés corre contra o tempo para escapar do impeachment

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
11/04/2021 - 17h17 - Atualizada em: 11/04/2021 - 18h38
Governador afastado Carlos Moisés da Silva
Governador afastado Carlos Moisés da Silva (Foto: Leo Munhoz / NSC Total)

A defesa de Carlos Moisés da Silva apresentou a transcrição integral das conversas do grupo de WhatsApp “Covid-19 Compras” como prova a ser utilizada no julgamento do mérito no Tribunal Misto do Impeachment no caso dos respiradores. Fazem parte do grupo os servidores da secretaria de Saúde (SC) e de várias pastas do governo, além dos representantes dos órgãos de controle.  Entre março e abril de 2020 foram 409 compras realizadas pela pasta. Quando Moisés soube da realização do pagamento antecipado da compra é tema central para o julgamento.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

> Restrições em Santa Catarina são prorrogadas até 26 de abril

Data

Carlos Moisés luta contra o tempo. Sabe que quanto mais longe a data de julgamento do mérito do impeachment, mais fácil de ser esquecido pela população e mais tempo a governadora em exercício Daniela Reinehr terá para ganhar a simpatia do eleitor. Melhorar a velocidade de vacinação e a criação do auxílio emergencial aos trabalhadores podem lhe dar capital político. Na última sexta-feira (9), presidente do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) e do Tribunal Especial de Julgamento, desembargador Ricardo Roesler, concedeu prazo de três dias para que os denunciantes no processo de impeachment manifestem se há efetivo interesse na produção dos elementos de prova requeridos após a sessão que decidiu pela admissibilidade da denúncia. O motivo da decisão é evitar a produção de provas desnecessárias, já constantes do processo ou sem relação com o objeto do julgamento. Além de propiciar mais celeridade, a medida visa evitar possíveis nulidades ao assegurar a ampla defesa e o contraditório.

Por isso, caso seja reafirmado o interesse, os denunciantes deverão apresentar justificativa vinculando o requerimento ao objeto da acusação, nos termos em que foi recebida pelo Tribunal Especial de Julgamento. Passados os três dias, com ou sem manifestação dos denunciantes, será garantido o mesmo prazo para que o denunciado reafirme seu interesse e justifique de igual forma a pertinência e a vinculação dos seus requerimentos.

Neste sentido, como são seis dias a contar entre acusação e defesa, e mais dez dias de antecedência para marcar a data do julgamento, o mesmo não ocorrerá em prazo inferior a 16 dias. Expectativa é para que o julgamento ocorra em maio. 

Acompanhe a entrevista com o magistrado Cláudio Regis, juiz auxiliar da presidência do TJ:

Leia Mais:

> Calendário da vacina: veja dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

> Mapa Covid de SC hoje: veja em mapa e dados por cidade como está a situação da pandemia

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas