nsc
nsc

Torneira vazia

No 1º verão da TPA, moradores reclamam da falta de água em Governador Celso Ramos 

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
29/12/2019 - 12h23 - Atualizada em: 29/12/2019 - 13h09
Veranistas de Palmas, em Governador Celso Ramos, recorrem ao caminhão-pipa (Foto: Rômulo Nolasco de Brito/ arquivo pessoal)
Veranistas de Palmas, em Governador Celso Ramos, recorrem ao caminhão-pipa (Foto: Rômulo Nolasco de Brito/ arquivo pessoal)

Está faltando água na praia de Palmas em Governador Celso Ramos. Moradores reclamam que desde sexta-feira estão com dificuldades com a baixa pressão e o problema foi agravado neste final de semana. Muitos veranistas, já sem água, estão recorrendo aos caminhões-pipas. Um dos locais afetados é um prédio de oito unidades na rua dos Coqueiros.

- Nunca aconteceu de acordar pela manhã e não ter água. Nós usamos o apartamento desde 2016, já houve problema de baixa pressão, mas não ter nada, nunca aconteceu. É a primeira vez. E não estamos com mais gente do que o normal no apartamento. Nem os meus vizinhos. Estou perdendo tempo com algo que não precisava. Tiveram o ano todo para se preparar e agora não tenho água na torneira- reclama o fisioterapeuta e professor Rômulo Nolasco de Brito.

Os moradores do prédio precisaram gastar R$1 mil com 10 mil litros do caminhão-pipa. Rômulo informa que tentou ligar no sábado (28) para o telefone de plantão do Serviço Municipal de Água e Esgoto do Município de Governador Celso Ramos e ninguém atendeu. Neste domingo ele nem tentou e o condomínio resolveu comprar água do caminhão- pipa.

Reunião de emergência

O prefeito de Governador Celso Ramos Juliano Campos convocou uma reunião de emergência na Samae na tarde deste domingo (29) para tratar do assunto.

- Estamos pensando em trazer mais caminhões-pipa para atender a demanda. O problema não é somente aqui, parece que estaria ocorrendo também em Itapema, Portobelo, Bombas e Bombinhas e está faltando, também, caminhão-pipa na região. O que ocorre é que muitas destas residências tem reservatório de mil litros e é por isso que precisamos regular o número de pessoas por imóveis. Mesmo com até quatro pessoas, com banho, louça, acaba não dando conta- finaliza o prefeito.

A prefeitura tentou regular o número de pessoas por imóveis mas acabou adaptando a lei atendendo recomendação do Ministério Público de Santa Catarina.

A prefeitura de Governador Celso Ramos iniciou a cobrança da Taxa de Preservação Ambiental no dia 15 de novembro. Os recursos ficarão depositados numa conta específica da prefeitura. Depois da temporada será decidido de que forma o recurso arrecadado será utilizado.

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas