nsc
nsc

Impunidade

Por que jovem com 56 passagens pela polícia estava livre para assaltar em Florianópolis?

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
03/08/2022 - 15h11
Assalto em Florianópolis
Assalto em Florianópolis (Foto: GMF/Divulgação)

Quando uma pessoa com 56 passagens policiais atua plenamente durante o dia de uma terça-feira (2) em Florianópolis, assalta uma loja, empreende fuga com atropelamento de civis inocentes e é preso com uma arma de fogo, é sinal de que está quase tudo errado. Não podemos, para usar um termo da moda, “naturalizar” esse fato que poderia ter terminado com a tragédia da morte de uma vítima inocente.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O que impede a “dobradinha” Mário Motta e Hélio Costa nas eleições

Segundo a Polícia Militar, o homem preso (25 anos) tem passagens por furto, roubo, estelionato, tráfico de drogas, resistência, desacato, ameaça, além de quatro mandados de prisão cumpridos e quatro mandados de busca e apreensão, quando menor, também cumpridos.

Ele morava na comunidade pobre de Papaquara, região do norte da ilha, com forte atuação de facção criminosa. Há a suspeita da PM de que ele teria participado, ainda, no dia 25 de julho, de dois assaltos em Palhoça, o primeiro em uma loja de conveniência e depois de um veículo para realizar a fuga.

Há, claramente, um problema estrutural. Se o bandido tem 56 passagens policiais significa que o poder público teve 56 oportunidades de dar um bom e encaminhamento para o caso e não conseguiu. O sistema infracional para jovens não foi capaz de recuperá-lo e, tampouco, o sistema prisional adulto. Uma falência completa.

A lei é branda demais? O sistema prisional que consegue retirar do mundo do crime apenas uma minoria de egressos. O fato é que a sociedade é que paga a conta de um modelo falido.

O custo é alto pago pelo contribuinte. E o pior, um modelo assim cria a sensação de impunidade, incompetência e abre espaços para “soluções” simplistas e geralmente erradas.

Destaque na operação de resposta ao crime para a integração entre as forças de segurança: Guarda Municipal de Florianópolis e PM-SC.

Leia mais:

Novo Centro Histórico de Florianópolis terá menos asfalto e mais paralelepípedo; veja fotos

Praça dos "sonhos" em Florianópolis engavetada há 12 anos pode sair da maquete via parceria privada

SC irá reforçar cerca eletrônica que faz "BBB de carros"

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas