nsc
nsc

Análise

A saída de Jorginho do Figueirense, e a ausência de Jadson no Avaí

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
18/11/2021 - 18h54
Jorginho, técnico do Figueirense, e Jadson, jogador do Avaí
Jorginho não é mais o técnico do Figueirense, e Jadson não viaja com o Avaí para Recife (Foto: Montagem sobre fotos de Figueirense e Avaí)

O Figueirense divulgou em seu site oficial, nesta quinta-feira (18), que não terá o técnico Jorginho em 2022. Uma demissão elegante com agradecimentos aos serviços prestados ao profissional. A decisão já era esperada, ao que parece menos pelo treinador, que acenava com a possibilidade de permanecer. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Percebia-se claramente em suas entrevistas que havia um desejo de continuar no Figueirense, dentro de um novo conceito e, quem sabe, em condições melhores. A passagem de Jorginho pelo Alvinegro, que foi tão desejada pelo trabalho que havia realizado no Juventus, de Jaraguá do Sul, não foi boa na capital catarinense. 

O time comandado por Jorginho teve uma péssima participação no Campeonato Estadual, foi eliminado da Copa do Brasil logo na primeira fase e fez uma Série C muito abaixo do esperado, culminando com a não classificação de volta para a Série B. 

> Faraco: saída de Jorginho do Figueirense era o caminho mais correto

Além disso, sua classificação na Copa SC foi muito sofrida, com um crescimento técnico capaz de chegar a final e vencê-la. Foi pouco para a grandeza do clube no ano do seu centenário. 

A favor de Jorginho as dificuldades financeiras do Figueirense e a baixa qualidade do elenco. Sua saída não traz nenhuma novidade.

> Família Kindermann encerra atividades após disputar Libertadores Feminina

No Avaí, Jadson fora?

O embarque do Avaí para Recife, nesta quinta, trouxe uma grande novidade: a ausência do meia Jadson. O Avaí não divulgou nenhuma nota a respeito, pelo menos até a publicação desta coluna. As especulações são muitas a partir de uma insatisfação do atleta com sua situação no time. 

Com Jadson fora, o técnico Claudinei Oliveira fica sem uma das opções interessantes que tinha para o jogo decisivo contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos, às 18h30min do próximo domingo (21). 

> Avaí viaja sem Jadson para jogo decisivo contra o Náutico, em Recife

Que a verdade seja dita: Jadson não se firmou nos poucos jogos em que atuou com a camisa do Avaí. Esperava-se quem sabe um pouco mais por sua qualidade e experiência. 

Dentro de um quadro atual e da própria situação do Leão, penso que ele seria útil nesses jogos finais da Série B do Brasileiro dentro de uma eventualidade de esquema.

Leia também

O Avaí só depende dele e tem sua “Batalha dos Aflitos” no domingo

Brusque recupera pontos perdidos após julgamento do caso Celsinho no STJD

'É a chama da esperança', diz presidente da Fesporte sobre realização dos JASC

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas