nsc
nsc

Futebol

A vida acima de tudo

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
05/03/2021 - 15h29 - Atualizada em: 05/03/2021 - 15h30
Bola de futebol na rede
O calendário pode ser resolvido mais à frente; a vida perdida não volta mais. (Foto: Pixabay)

O futebol parou em Santa Catarina, no Paraná e no Acre. É inevitável a paralisação nacional. Não há como segurar números crescentes diariamente e alarmante da Covid-19. Estamos sentindo agora o resultado na passagem do ano, praias em janeiro e o carnaval clandestino. O calendário pode ser resolvido mais à frente. A vida perdida não volta mais.

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

> Campeonato Catarinense 2021 é suspenso por 15 dias por conta da pandemia

Lisca doido?

O técnico Lisca do América Mineiro, que chamam de doido e disso ele não tem nada, foi o único profissional do futebol até agora que teve a coragem de pedir nacionalmente a paralisação do futebol no país. Foi direto na CBF e jogou no ar a pergunta; “Gente o que estão fazendo com este nosso país?” Está coberto de razão.

Argumentos

Lisca falou das viagens por esse país. Embarque e desembarque, aviões, traslados, restaurantes, hotéis onde se misturam delegações de futebol e os hóspedes. Enfim, a situação atual da pandemia é totalmente favorável a que se interrompa o futebol por algum período. Ninguém mais se pronunciou.

> Debate Diário aborda a decisão sobre os rumos do Catarinense 2021; OUÇA

Hipocrisia

O veterano Richarlyson criticou a declaração do técnico, chamando-o de hipócrita. Disse que ele quer se passar por herói nacional. “Lisca falou porque tem condições financeiras”. Richarlyson criticou o técnico que em 19 de novembro comemorou vitória do America sobre o Internacional na Copa do Brasil.

"Se for para salvar vidas concordo, mas está com cheiro de heroísmo", disse o jogador de 38 anos que atuando na divisão A-3 de São Paulo. 

Conselho Técnico

Na sede da FCF, a realização do Conselho Técnico para o ajuste da fórmula de disputa do Campeonato Estadual. Uma readaptação deverá ser feita com sugestões da entidade e possivelmente dos clubes através da Associação.

A diminuição de datas será possível desde que o prazo da paralisação fique apenas nos 15 dias. Caso contrário, a dificuldade aumentará.

> Conselho técnico discute futuro do Catarinense 2021 nesta sexta; FCF deve propor mudança

Ministério

Aguarda-se para esta sexta-feira (5) um documento que está sendo elaborado pelo Ministério Público sobre a relação nacional do futebol com a pandemia. Muito provavelmente será solicitado à CBF a paralisação do futebol até segunda ordem.

Grêmio já está em Atibaia, interior de SP, para o segundo jogo da Copa do Brasil contra o Palmeiras domingo à tarde. Situação delicada que só vai melhorar com a colaboração do povo e não apenas do futebol.

Enquanto isso

Aqui em Santa Catarina a paralisação foi bem recebida. Mais tempo para os clubes se prepararem para a Copa do Brasil. O problema vai aumentar se a CBF parar todas as suas competições. Terça-feira (16) começa a Copa e temos sete representantes.

> "Tenho certeza que se tivesse leito ele teria se salvado", diz filha de paciente que morreu na fila por UTI em Xanxerê

As novidades

O Avaí liberou Foguinho para o futebol do Japão. Esta possibilidade existia no contrato do atleta com o clube. Diego Renan, o lateral, que já atuou no Figueirense é a novidade no Avaí. Giovani volante do Cruzeiro deve ser anunciado pelo clube.

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas