Foi uma noite para o Avaí lavar a alma. Os garotos da Ressacada, desde o jogo contra o Santos, mandaram o recado de que estão afim para 2023.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O Avaí impôs uma vitória sob a qual não restou dúvida. A partir do excelente goleiro Wladimir, que pegou pênalti duas vezes – no tiro direto e no rebote -, a partida contra o Ceará terminou em 2 a 0 com merecimento. 

Novamente, Lipe mostrou muita condição para o ano que vem, além dele Lucas Ventura, Sarará, o meia Vitinho, Natanael – na sua real posição e com direito a gol – revelaram crescimento e a força e a raça tradicional do Avaí. Tudo isso com uma intensidade que os medalhões não mostraram. Esses jovens fizeram o time terminar o ano em seu estádio com um resultado expressivo, que rebaixou o adversário para a Série B nacional. 

Times de SC têm adversários definidos na Copinha 2023; veja lista

Continua depois da publicidade

Agora é valorizar o grupo que está terminando a temporada com a dignidade que a camisa quase centenária merece no futebol brasileiro. Uma avaliação que está sendo feita da equipe impõe um olhar especial para os garotos que entraram nos jogos finais do Campeonato Brasileiro.

No final há a tristeza pelo rebaixamento à Série B, mas a certeza de um ano melhor. Elogios a gestão administrativa que deu todo apoio ao futebol e a promessa futura de outro time em 2023.

Análise: Comentaristas da NSC avaliam convocação da Seleção Brasileira

Wladimir foi o nome do jogo. Pegou o pênalti no primeiro chute e no rebote de Mendonça. Estava no posicionamento correto, teve muito reflexo e agilidade. O goleiro do Avaí foi o detentor do lance do jogo, que no momento estava com placar mínimo.

No final da partida, ele manifestou o desejo de continuar no Avaí e vai conversar com a direção do clube.

Continua depois da publicidade

Avaí parabeniza Raphinha por convocação para a Copa do Mundo

A vitória não apaga a má jornada de 2022 e o consequente rebaixamento, mas os aplausos do torcedor mostram não só a paixão como a esperança na garotada que estava em campo. A noite de despedida deixou no ar um sentimento positivo pela torcida azurra, que em momento algum abandonou o time.

Por outro lado, o Ceará não jogou para se classificar. Dentro de campo, o time estava desorganizado, sem reação e não mostrou condições para permanecer na elite brasileira.

Destaques do NSC Total