nsc
nsc

Resumo do domingo

Chapecoense: Novo técnico estreia com derrota e pouco futebol

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
06/06/2021 - 19h26 - Atualizada em: 06/06/2021 - 22h55
Jogo entre Palmeiras e Chapecoense realizado no Allianz Parque em São Paulo
Jogo entre Palmeiras e Chapecoense realizado no Allianz Parque em São Paulo (Foto: Marco Galvão /Fotoarena/Folhapress)

Jair Ventura não pode ser responsabilizado pela derrota do Verdão do Oeste para o Palmeiras.

Chegou viu o time vencer o ABC na Copa do Brasil tirou algumas conclusões mexeu pouco nem poderia ser diferente e foi para o mais difícil, enfrentar o poderoso Palmeiras em São Paulo.

Ao tomar um gol a sete minutos de jogo desarmou suas pretensões e deixa o esquema de jogo em suspense. O segundo e o terceiro vieram logo em seguida e seu discurso teve que mudar no intervalo do jogo.

Voltou mais agressivo com o cuidado necessário para evitar o pior e marcou numa bola parada através do Busanello. Equilibrou o jogo mas não conseguiu evitar a derrota.

Tem muito trabalho pela frente. Conceitos, filosofia de jogo, esquema que me pareceu muito aberto para enfrentar um dos gigantes do futebol brasileiro, enfim, vai ter que mexer.

Derrota e empate

O domingo teve também jogos pela serie C e D onde Santa Catarina tem representantes em campo.

Na terceira divisão do brasileiro (C) o Criciuma empatou em Porto Alegre em jogo contra o São José local. O resultado pode ser considerado bom por ter sido fora de casa. Ponto preciso na caminhada da classificação no grupo considerado forte.

A lembrar que no mesmo grupo o Figueirense no sábado venceu o Oeste por 1 a 0.

Marcílio Dias

Na serie D uma surpresa negativa. O Marcilio Dias foi goleado por 4 a 1 pelo Aimoré de São Leopoldo. O resultado de certa forma extravagante considerando-se a côa campanha que fez o time de Itajaí no campeonato estadual. Começou muito mau o Marcilio Dias. Na serie D o Jec começou sábado sua campanha enfrentando o Cascavel no Paraná. Chegou a estar perdendo de 3 a 0 e empatou em 3 a 3.

E o presidente, hein?

Afastado, Rogério Caboclo é presidente da CBF desde 2019
Afastado, Rogério Caboclo é presidente da CBF desde 2019
(Foto: )

Antonio Nunes, o mais velho dos vice-presidentes da CBF, assume por 30 dias a presidência da CBF em virtude do afastamento temporário de Rogério Cabo determinado pelo Conselho de Ética da entidade.

A denuncia de uma funcionária sobre asseio sexual e moral causou um reboliço na CBF e o presidente tem 30 dias para provar que as denuncias são in fundadas.

Nesse meio uma confusão na seleção brasileira que não quer jogar a Copa America e tem apoio do técnico Tite.

A Sportv através do jornalista André Ritzek informou que Caboclo havia prometido trocar Tite por Renato Gaucho após o jogo de terça feira contra o Paraguai. Esse clima toda em meio as eliminatórias da copa do mundo e a Copa America onde o Brasil estréia no próximo fim de semana contra a Venezuela em Brasília. Semana começa conturbada no futebol brasileiro.

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas