nsc
nsc

Copa do Brasil

Derrota do Avaí deixa clima pesado e situação delicada do técnico

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
13/02/2020 - 21h10
(Foto: Divulgação, Associação Ferroviária de Esportes)
(Foto: Divulgação, Associação Ferroviária de Esportes)

Poucos esperavam um futebol tão pobre como o Avaí apresentou em Araraquara. Criou algumas oportunidades não marcou e foi eliminado da Copa do Brasil precocemente deixando de colocar R$ 600 mil reais nos cofres do clube com possibilidade aumentar esta cota no próximo jogo.

Uma série de questionamentos estão no ar principalmente com relação ao trabalho do técnico Augusto Inácio e sua equipe.  O treinador não consegue explicar após os jogos as razões do insucesso. Limita-se a dizer que “Criamos oportunidades e não marcamos”.

Em geral transfere responsabilidade aos atletas o que não tem sido bem recebido nos bastidores do time.

Inácio disse em Araraquara que enquanto Kelvin, Rodrigues e Adrian não entrarem o time continuará limitado. Ocorre que Kelvin está a disposição desde o jogo com o Criciuma e nem foi relacionado para viajar a Araraquara. A saída de Valdivia também causou surpresa e o jogador garantiu que foi por opção do técnico enquanto este diz que o jogador estava desgastado. A situação do técnico é delicada neste momento.

O time

O esquema de três zagueiros não está dando certo. Os laterais também não evoluem. Jonathan joga muito longe da área e o time não marca. Contra a Ferroviária faltou disposição com a equipe passando a impressão que estava jogando pelo empate e acabou surpreendida.

Marquinhos Santos – foto dele?

A entrevista do gerente de futebol foi mais objetiva  com direito algumas indiretas ao técnicos. “Vai haver cobrança disse ele”. Estamos acompanhando o trabalho, o time não está rendendo e vamos conversar Marquinhos achou estranho o time cair tanto no segundo tempo de jogo.

O gerente do Avaí ressaltou o prejuízo no bolso do atleta e do clube. Havia uma premiação. O Avai tinha a Copa do Brasil em seu orçamento e a decepção é muito grande. O torcedor pode cobrar, tem direito.

O Técnico

Augusto Inácio corre perigo de continuar mas entendo que o momento não é nesta sexta feira com a chegada da delegação tão pouco no fim de semana. O BOM SENSO RECOMENTA esperar o jogo com o Joinville. Uma nova derrota a situação ficará insustentável. O trabalho pode estar acontecendo mas não evolui. Investimento é para mais. As contratações foram boas e o time não está rendendo inclusive na opinião do gerente de esportes Marquinhos Santos. Poderemos ter novidades mas insisto que elas devem acontecer depois do jogo com o Jec no domingo.

Efeito Suspensivo

O jogador Bruno Silva punido com 8 jogos pelo TJD teve pedido de efeito suspensivo concedido pelo presidente do Tribunal Rodrigo Tieterics ao examinar pedido do Avai. Assim o jogador pode atuar enquanto o pleno não analisar o recurso do Avai.

Deixe seu comentário:

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Últimas do colunista

Loading interface...
Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas