nsc

publicidade

Roberto

Futebol

Flamengo tem "treino de luxo" contra o Avaí

Compartilhe

Por Roberto Alves
09/09/2019 - 07h58 - Atualizada em: 09/09/2019 - 08h27
Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

Flamengo cumpriu tabela no sábado a tarde contra o Avaí. Simplesmente treinou. É verdade que foi um treino forte porque o time carioca foi intenso, especialmente no primeiro tempo. O Avaí não só não conseguiu jogar, como não sabia o que fazer quando tinha a bola. No segundo tempo, o time carioca diminuiu o ritmo e ficou nos 3 a 0 com alguns dos gols considerados defensáveis pelo goleiro Vladimir.

Alberto Valentim parece que ainda não percebeu a fragilidade do seu time. Já era hora de reconhecer que hoje não temos time para enfrentar o líder do campeonato e melhor equipe do Brasil sem a cautela necessária. Jogar aberto contra o Flamengo é um suicídio. Manter Brenner no ataque, jogar com dois volantes que não tem características de marcação, e sem proteção à zaga, que é lenta, além da ausência de um homem de armação no meio de campo é pedir para levar.

O que fazer?

O resultado na verdade já era esperado. As explicações do técnico não convenceram. Entendemos que sua situação é difícil, pois não virá a público execrar seu grupo. Fazer o quê, então? Aceitar o time que tem e fechar o máximo o esquema, jogar por uma bola e não ficar olhando o adversário jogar como aconteceu no sábado.

Deixe seu comentário:

Roberto Alves

Roberto Alves

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

roberto.alves@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade