nsc
    nsc

    Opinião

    O Avaí foi lamentável, vergonhoso na derrota para o Fortaleza

    Compartilhe

    Roberto
    Por Roberto Alves
    30/10/2019 - 21h10
    (Foto: Eduardo Valente/FramePhoto/Folhapress)
    (Foto: Eduardo Valente/FramePhoto/Folhapress)

    Lamentável sobre todos os aspectos a partida que fez o Avaí na noite desta quarta-feira (30) na Ressacada. Chegou a ser vergonhoso em alguns momentos do jogo.

    Jogadores sem qualquer qualidade, sem competência e nenhum comprometimento com a história do Avaí. Afinal de contas, pelos menos lutar, honrar o que diz o hino do clube, time de raça.

    Faltando nove jogos para fazer no Brasileirão deste ano, o Avaí, para escapar do rebaixamento para a Série B, terá de ganhar todos os nove jogos. Terá de fazer o que não fez até agora.

    Praticamente, virtualmente, o Avaí está na Série B. Isso o torcedor já sabe faz algum tempo. Mas mesmo assim foi aos jogos do Leão sabendo que seria difícil, e o time não respondeu a altura.

    Ninguém mereceu destaque no jogo desta quarta. O Avaí foi batido de forma medíocre, com futebol desastroso e passando uma vergonha para o seu torcedor. 

    O Fortaleza se deu ao luxo, inclusive, de poupar dois, três titulares para os próximos jogos. E mesmo assim, ao natural, venceu o jogo por 3 a 1

    O Avaí tem que passar uma borracha no ano de 2019 ou, então, tirá-lo como lição para que isso nunca mais aconteça. 

    São quatro clubes que, pelo regulamento do Brasileirão, caem para a Série B. Não é demérito nenhum cair. Mas da forma como está acontecendo chega a ser vergonhoso.

    E nós estamos sendo repetitivos a cada jogo, não há mais o que explicar para o seu torcedor. Foi lamentável sob todos os aspectos a partida do Avaí contra o Fortaleza, uma derrota que deixa o time entre os medíocres que se apresentaram neste ano no futebol brasileiro.

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

     

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas