nsc
    nsc

    Análise

    O crescimento do Figueirense em campo

    Compartilhe

    Roberto
    Por Roberto Alves
    13/06/2019 - 05h15
    (Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense)

    A vitória diante do Botafogo-SP era tudo que faltava ao Alvinegro. Vencer e convencer. Vimos um futebol compacto, intenso e de qualidade. Tudo funcionou a partir de uma disposição incrível para a vitória, o que não vinha ocorrendo. Hemerson Maria vê progresso, e nós também.

    Leia também: Figueirense venceu e convenceu contra o Botafogo

    E agora? 

    A bola que jogou Patrick, do Figueirense, contra o Botafogo-SP ao lado de Betinho pode deixar Zé Antônio no banco nos próximos jogos.

    O melhor

    Há quem considere Tony no momento o jogador que dá equilíbrio ao meio de campo do Figueirense. Vejo o zagueiro Ruan Renato como o mais importante, pela segurança que transmite ao time. 

    Possibilidades

    O lateral Brunetti continua com chance de deixar o estádio Orlando Scarpelli. 

    No Avaí, Daniel Amorim pode ser negociado com o futebol de Goiás. A parada pode ter mudanças. 

    98 anos no debate

    O Debate Diário recebeu dois notáveis nomes do Figueirense no dia do seu aniversário. Chiquinho Assis, presidente do Conselho Deliberativo, e Roberto Costa, do Conselho Consultivo. Gente da terra que conhece a história do Alvinegro e com quem passamos a limpo o momento do clube. Não houve declarações bombásticas nem proselitismo. O momento exige bom senso, serenidade e muito trabalho. Lembrar sua história é reconhecer a sua importância e os feitos no futebol.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas